You are here:  / Destaque / Filmografia / Vida e obra de River Phoenix

Vida e obra de River Phoenix

Um dos atores mais talentosos e promissores de sua geração, irmão mais velho de Joaquim Phoenix e nascido em Oregon no dia 20 de agosto de 1970. Sim meus amigos… hoje falaremos sobre a vida e obra de River Phoenix!

Ele sempre teve o apoio dos pais para atuar e começou fazendo pontas em seriados como Seven Brides of Seven Brothers (1982) – pelo qual venceu o Young Artist Awards na categoria Ator Jovem em Série Drama – e Hotel (1984).

Mas foi no papel de Wolfgang Muller no filme Viagem ao Mundo dos Sonhos (1985) que começou a ficar conhecido. Dirigido por Joe Dante, o filme fala sobre três jovens – um deles Ethan Hawke – que criam uma espaçonave e vão descobrir os mistérios do espaço.

Logo em seguida faria Conta Comigo (1986), projeto que mudaria radicalmente sua carreira. Ao lado de Corey Feldman e dirigido por Rob Reiner, criou um personagem denso e cativante e o filme foi presença constante na Sessão da Tarde dos anos 90.

Vida e obra de River Phoenix

Ainda no ano de 1986 foi para a TV no filme Circle of Violence: A Family Drama e também atuou ao lado de Harrison Ford e foi dirigido por Peter Weir em A Costa do Mosquito. Este é um drama sobre um homem que está cansado do seu dia a dia e resolve jogar tudo pelos ares, mas encontra dificuldades nesta nova forma de vida.

Em 1988 esteve muito presente no cinema com três estreias: O Peso de um Passado, dirigido pelo mestre Sidney Lumet – Phoenix concorreu ao Oscar e ao Globo de Ouro na categoria Melhor Ator Coadjuvante –, no romance adolescente Uma Noite na Vida de Jimmy Reardon e no thriller Espião sem Rosto, onde atuou ao lado de Sidney Poitier.

Juntamente com a carreira de ator, ele também fazia seus shows com a banda Aleka’s Attic, onde conseguiria, posteriormente, um contrato com a gravadora Island Records, além de fazer as músicas de alguns filmes em que estrelou.

Harrison Ford, que já o conhecia, resolveu chama-lo para interpretar o jovem Indiana Jones em Indiana Jones e a Última Cruzada. O filme é um sucesso estrondoso e faz mais de 470 milhões de dólares, sem contar que Phoenix teve a oportunidade de trabalhar ao lado de estrelas como Steven Spielberg, Sean Connery e John Ryes-Davies.

Após isso veio a comédia um tanto esquecível Te Amarei até te Matar (1990) e no ano seguinte trabalhou em Garotos de Programa com seus amigos particulares Keanu Reeves e Gus Van Sant. Por ele venceu o Volpi Cup, o NSFC Awards e o Independent Spirit Awards como Melhor Ator e também no aclamadíssimo drama independente Apostando no Amor.

Vida e obra de River Phoenix

Aumentando o número de astros ao seu lado estrelou Quebra de Sigilo, com um elenco inacreditável que conta com Ben Kingsley, Dan Akroyd, David Strathairn, Robert Redford e, novamente, Sidney Poitier.

Entra 1993, seu último ano de vida, vê o desconhecido Até as Vaqueiras Ficam Tristes ser lançado sem muito sucesso. Sua obra derradeira em vida foi Um Sonho, Dois Amores onde trabalha ao lado da namorada Samantha Mathis. O roteiro fala sobre um grupo de adolescentes que tenta tirar o sustento do dia a dia na música.

Na noite do dia 31 de outubro de 1993, River estava com sua namorada, seu irmão e alguns amigos no bar Viper Room – um dos sócios era Johnny Depp – e após ingerir uma dose de metanfetamina, passa mal, desmaia e tem convulsões durante alguns minutos. Quando a ambulância chega para socorrê-lo, já é tarde.

O Espírito do Silêncio foi lançado após sua morte e ainda deixou inacabado o drama pós-apocalíptico Dark Blood, que foi finalizado apenas em 2013. Estava em processo de contratação para Diário de um Adolescente, Eclipse de uma Paixão e Entrevista com o Vampiro.

Esta postagem sobre a vida e obra de River Phoenix é nossa forma de homenagear este grande astro que nos deixou tão precocemente. Mas e aí, qual dos filmes dele você mais gosta? Comente com a gente!

Comente via Facebook

Comentários

1 COMMENT

  • Pingback
    Links da Semana - Quebrando Galho

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca