You are here:  / Críticas / UM AMOR PARA RECORDAR

UM AMOR PARA RECORDAR

www.adorocinema.com.brVocê é uma garota de 15 anos? Ainda sonha encontrar o amor perfeito e príncipes encantados? Chora por qualquer cena mais dramática? Então ‘Um Amore para Recordar’ é o seu filme, pois nele você verá romances proibidos e “choramingos” durante os cem minutos de projeção. Mas caso você não se encaixe na descrição acima, passe longe dos maneirismos enfadonhos deste projeto.

Tudo é tão entediante que até a voz da protagonista, interpretada por Mandy Moore (‘Licença para Casar’) irrita e Shawne West (‘A Liga Extraordinária’), como bad-boy do colégio, não convence um moleque de 5 anos. Na trilha sonora, o diretor Adam Shankman disseca todo o arsenal de batidas melancólicas, totalmente manjadas e previsíveis. Aliás, previsibilidade é a palavra chave aqui e se usa como “desculpa” sentimentos impossíveis, lições de moral rasas e certo ar inocente para os espectadores irem às lágrimas.

Observação: Cuidado… contém spoiler !
Landon Rollins Carter acaba entrando, a contragosto, nas aulas complementares, após algumas badernas. Conhece Jamie Elizabeth Sullivan e muda seu jeito de agir, pensar e ser. Se apaixona pela garota, mas quando tudo parecia perfeito, descobrimos que ela têm câncer e que os medicamentos já não fazem efeito (adivinhou o final?).

Coadjuvantes se mantém num nível tão deplorável frente às câmeras, que é impossível não bocejar no segundo ato – sem comentar as milhares de frases feitas e “vomitadas” pela dupla principal. Em certa altura, alguém fala que “sem sacrifícios, não há compaixão”, portanto, acredito que depois desta sofrível película, sou uma pessoa de pura compaixão. E viva o amor!

NOTA: 4,0
ORÇAMENTO: 11 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

10 COMMENTS

  • a sim sou eu que escrevo os textos sim afinal o blog e meu né!

  • Eder, com mais respeito ainda, pra achar meu blog "com nexo" vc precisa de um minímo de empenho intelectual, que pelo que observei nos posts do seu blog, naum tem. Vc acha que falar de cinema é falar de filminho batido de sessão da tarde ou lançamento de cinema. Cinema de verdade é David Lynch, dentre outros diretores que vc nem cita, mas pra falar disso vc precisa pensar, suspeito que pelo seu apreço por CQC, vc naum seja mto adepto disso.
    Isso que vc faz não é crítica de cinema. E pra falar mal de um layout, vc precisava, pelo menos, ter um.

  • Amo este filme!!!
    Bjos gato!

  • Bom saber! Assim já passo longe dessa bomba!

  • O cinema tá cheio de filminho pra adolescente né? Já vi muitas se derretendo pro esse aí, bom ouvir uma outra avaliação, não estou desavisada! rsrs
    Gostei do seu blog, bem autoral e completo! Também faço algumas indicações de filmes ás vezes… faz uma visita, lá vc encontra tudo que toca ao coração!
    Abraços!!

    http://www.tocou.blogspot.com

  • Achei muito melodramático, um pouco parecido com Love Story.

  • CAramba velho, nota 4 para esse super filme. Terei que discordar de vc. O filme é massa e muito bonito. Nota 9.

  • Realmente é fraquinho. Bom para aqueles dias que só se quer passar tempo.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas