You are here:  / Críticas / Ultravioleta, mais uma baboseira de Milla Jovovich

Ultravioleta, mais uma baboseira de Milla Jovovich

Milla Jovovich (O Quinto Elemento) não é uma atriz ruim, muito pelo contrário, tem seus momentos inspirados. Já Cameron Bright nunca ganhou minha simpatia, sendo um ator mirim extremamente fraco. Principalmente na participação fraquíssima em Reencarnação, drama dispensável estrelado por Nicole Kidman.

 

Em Ultravioleta, absolutamente nada dá certo. Há equívocos e exageros em tudo. Na ação das mais forçadas que já tive oportunidade de presenciar, bem como nos efeitos especiais, pobres e mal finalizados.

O roteiro é e a trilha sonora pop caem tristemente logo no primeiro ato, piorando os noventa minutos sonolentos do longa. A produção se acha mais inteligente do que realmente é e o diretor Kurt Wimmer insere camadas de scifi que já foram melhores desenvolvidas em outras obras.ultravioleta

Os minutos passam e ficam questões no ar. Por exemplo, por quê a roupa da heroína mudar de cor? Será apenas charme a mais (ou a menos) num projeto extremamente irregular?

É Hollywood provando quanto alguns diretores e produtores estão despreparados e desprovidos de capacidade para entreter. Ultravioleta é uma baboseira descartável.

Sinopse de Ultravioleta:

No fiapo de história, conta-se como um grupo rebelde, contaminado por um vírus incurável, começa a se revoltar contra humanos que matavam todos aqueles considerados “diferentes”.

NOTA: 1,0
ORÇAMENTO: 30 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas