You are here:  / Críticas / Todo Mundo em Pânico 4… podemos encerrar a franquia?

Todo Mundo em Pânico 4… podemos encerrar a franquia?

Depois de tantos vexames no gênero humor, David Zucker (que deu cara nova a Todo Mundo em Pânico 3) tira sarro, neste Todo Mundo em Pânico 4, de Jogos Mortais, Guerra dos Mundos, O Grito, A Vila, dentre outras obras. Transformando a série, novamente, num amontoado de sketches chatas e com humor raso.

Todo Mundo em Pânico 4

Sendo assim, usa Shaquille O’Neil para tentar nos fazer rir (!?), sem contar a cena final. Tudo isso mostra o quanto Zucker estava perdido, levando sua produção a níveis tão vergonhosos quanto o segundo episódio.

Contudo, Leslie Nielsen retorna como presidente que só fala asneiras e salva Todo Mundo em Pânico 4 de ser mais deprimente ainda.

A série é uma das mais lucrativas de todos os tempos no gênero, arrecadando até o momento, quase 800 milhões. Vale ressaltar que, infelizmente, teremos que nos contentar com as novas continuações.

Enfim, Zucker perde toda graça imposta no terceiro filme, tornando-se apenas uma ‘ponte’ para os produtores encherem os bolsos numa franquia difícil de engolir.

NOTA: 3,0
ORÇAMENTO: 45 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

1 COMMENT

  • Assisti ao filme e gostei muito.

    Primeiro pelo reunião de filmes em cenas que se iterseccionam costantemente. O humor é refinado, somente quem assistiu aos filmes associados sabem o momento da piada.As disposições das câmeras são as mesmas do original oque dá uma pitada de inbteligência.Acho que eles foram felizes com a sátira.

    Como vi todos os filmes associados percebi muita criatividade e sutileza nas piadas.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas