You are here:  / Seriado / The End of The F***king World e Everything Sucks

The End of The F***king World e Everything Sucks

Nesses primeiros meses de 2018, a Netflix lançou duas séries que me chamaram atenção. E eu não podia deixar de maratonar as duas e compartilhar com vocês as minhas impressões. Trata-se de The End of The F***king World e Everything Sucks (a primeira britânica e a segunda americana)!

The End of The F***king World

Os 8 episódios foram lançados na Netflix em 5 de janeiro, mas não é uma produção do serviço de streaming. A série, baseada nos quadrinhos de mesmo nome de Charles S. Forsman, estreou no Reino Unido em 2017 no Channel 4.

Misturando drama e humor negro, The End of The F***king World é diferente das produções americanas que estamos acostumados por aqui. Seguimos os passos de James de 17 anos, vivido por Alex Lawther (daquele episódio do trollface de Black Mirror), que acredita ser um psicopata. Ele conhece Alyssa, uma garota rebelde e esquentadinha.

The End of The F***king World e Everything Sucks

Cena do seriado The End of The F***king World

Alyssa quer fugir da sua vida conturbada e encontra essa chance em James. Ele, por sua vez, percebe ser uma ótima oportunidade para mata-la. Então juntos eles fogem! Mas as coisas não se desenrolam como estavam esperando.

A série é um tanto peculiar e não sei se deve agradar todo mundo. Eu gostei bastante e torço para que tenha a 2ª temporada, coisa que ainda é incerta, pois como disse anteriormente, ela é baseada em uma história em quadrinhos, que termina exatamente da mesma forma que terminou esta primeira temporada.

Uma continuação seria um desafio para a roteirista Charlie Covell, que adaptou a história para o programa. E a gente segue no aguardo.

Everything Sucks!

Essa sim, uma produção original do Netflix, que foi lançada em 16 de fevereiro com 10 episódios. Não sei se quiseram pegar uma carona no sucesso nostálgico de Stranger Things, mas a série se passa nos anos 90 e tem esse apelo nostálgico.

A dinâmica me lembrou muito os filmes que assistia na Sessão da Tarde, ou seja, uma história sem nada demais, porém uma diversão bem bacana e com alguns valores e princípios passados de forma inteligente.

Destaque para a trilha sonora com Wonderwall do Oasis e a atuação incrível de Jahi Winston, ator americano de 14 anos que é excelente!

Everything Sucks!

Cena do seriado Everything Sucks!

A série mostra um grupo de adolescentes que fazem parte do clube de vídeo da escola e têm que produzir um filme. Em paralelo a isso, mostra algumas dificuldades dessa época da vida, como a necessidade de se encaixar em um grupo, a descoberta da sexualidade e alguns conflitos familiares.

Está longe de ser uma série para entrar na cultura pop, mas principalmente para quem viveu os anos 90, Everything Sucks serve como um bom passatempo.

E aí leitores do Cinema e Pipoca, já assistiram The End of The F***king World e Everything Sucks? O que acharam? Ou se não assistiram, pretendem assistir ou vão passar longe?

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Board Games