You are here:  / Críticas / Destaque / Trailers / A Tartaruga Vermelha é singelo e poético

A Tartaruga Vermelha é singelo e poético

Dos cinco filmes que estão concorrendo ao Oscar de Melhor Animação assisti quatro e posso pontuar duas coisas: a primeira é que ‘Zootopia’ será o grande vencedor e a segunda é que A Tartaruga Vermelha é a mais sensível dentre elas e, talvez, se o mundo fosse realmente justo, teria tudo para sair com o dourado careca na noite do dia 26 de fevereiro.

Esta coprodução francesa, belga e japonesa (os estúdios Ghibli estão envolvidos) tem um sem número de camadas em seu texto e mesmo que seus personagens não falem nenhuma palavra no decorrer dos 80 minutos, suas atitudes e expressões deixam tudo claro e explicitam referências como a solidão, as pequenas vitórias e frustrações da vida e as bíblicas (Adão e Eva e o jardim do Éden).

Se no primeiro ato o homem tenta de tudo para sair da ilha, ao encontrar o amor, faz daquele ambiente sua casa e entrega-se a este desconhecido sentimento – a rotina ao ‘casar-se’ e ao terem o filho, modifica a estrutura do roteiro e isso é um achado e tanto. Metaforicamente, a ilha é o universo dele, onde apenas pessoas que julga necessária para sua existência consigam entrar.

A Tartaruga Vermelha

Foto: Poster do filme

A embarcação de um homem naufraga e ele se vê isolado numa ilha e deverá se adaptar para não morrer. Quando consegue construir uma jangada para escapar do local, percebe que não conseguirá por um pequeno detalhe: uma tartaruga vermelha mudará sua percepção sobre a tudo.

Os traços utilizados e a movimentação dos personagens (fique atento com a magnifica dança que o casal faz no fundo do mar) impressionam pela fluidez. Talvez ‘A Tartaruga Vermelha’ seja o resumo mais perfeito sobre o que é a vida e, com isso, passa a ser um programa obrigatório a todo cinéfilo que se preze. A cada nova revisada, novos detalhes irão se agregar! Que filme mágico.

Título Original: La Tortue Rouge
Ano Lançamento: 2017 (Japão, França, Bélgica)
Dir: Michael Dudok de Wit

ORÇAMENTO: —
NOTA: 8,5

Por Éder de Oliveira

Indicações ao Oscar: Melhor Animação

Comente via Facebook

Comentários

2 COMMENTS

  • Amei o seu post. É importante que continue mantendo a excelente qualidade de seu conteúdo, o que é raro no momento nos blogs.
    As vezes visito aqui para aprender mais. Existe alguma
    objeção ou eu posso compartilhar esse tópico no Whatsapp?
    Quero que meus conhecidos também pudessem ler Parabéns!

    • Olá Debbra,

      Pode compartilhar a postagem sim! Ficaria muito agradecido aliás!

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas