You are here:  / Críticas / SUPER 8

SUPER 8

Sim, algumas lágrimas escorreram dos meus olhos no decorrer de SUPER 8, pois aos poucos fui tragado de volta a minha maravilhosa infância, quando as tardes eram regadas a muitas horas de Sessão da Tarde, a desenhos japoneses na extinta TV Manchete, como Cavaleiros do Zodíaco e a maior preocupação era me divertir.

Eu sou um saudosista nato e agradeço imensamente a STEVEN SPIELBERG, um dos gênios de Hollywood, que assina a produção e ao nerd por trás do fenômeno Lost, J.J. ABRAMS que dirige a empreitada, já que transformaram o cinema numa grandiosa máquina do tempo, onde a amizade inocente e puramente verdadeira, a aventura mágica e todos os trejeitos daquela época estão visíveis.

As referências a ET – O EXTRATERRESTRE, OS GOONIES, CONTA COMIGO e ao gênero de terror em si, principalmente ao universo zumbi, criado por George Romero estão lá para somar.
Ao esconder o monstro, ABRAMS dá o tom correto de mistério, assim como usa milimetricamente bem a violência gráfica e é, claramente ‘ajudado’ por SPIELBERG, que deu seus pitacos no decorrer da produção.

E o que é ELLE FANNING e sua maravilhosa e encantadora doçura? Ela dá o tom exato a todos os outros atores mirins do elenco, que conta ainda com um inspirado protagonista, vivido pelo estreante JOEL COURTNEY. E a cada segundo que passava, vinham em mente os nomes de Corey Feldman, River Phoenix, Henry Thomas e esse pessoal todo.

Depois de perder sua mãe num trágico acidente, o garoto Joe tem que aprender a conviver com seu pai, um policial durão que sempre esteve distante. Joe e seus amigos estão filmando um curta metragem e numa noite eles presenciam um acidente de trem. A câmera acaba captando algumas imagens de uma estranha criatura que estava dentro de um dos vagões. Agora o exército fará de tudo para capturar o monstro antes que mais desaparecimentos de inocentes ocorram.

Talvez se persistissem mais em mostrar as crianças e nem tanto os adultos ou mesmo se o extraterrestre fosse menos parecido com o monstro de CLOVERFIELD, seríamos agraciados com uma obra perfeita, mas estes são pontos que passarão despercebidos de muitos espectadores.

A explosão do trem te deixará boquiaberto, as teorias conspiratórias criam um contexto que foi explorado com louvor nos anos 70 e 80, os walkmans são outra referência pueril e os ideais e construção dos personagens (o bobão, o gordinho e a garota que todos querem namorar) são a cereja do bolo.
Sim, algumas lágrimas escorreram dos meus olhos, não por tristeza, mas pela alegria de ter sido presenteado com uma infância tão rica e inesquecível!

Título Original: Super 8
Ano Lançamento: 2011 (EUA)
Dir: J. J. Abrams
Elenco: Joel Courtney, Kyle Chandler, Elle Fanning, Riley Griffiths, Ryan Lee, Gabriel Basso

ORÇAMENTO: 50 Milhões de Dólares


PERGUNTA PARA O INTERNAUTA:

* O que você achou de SUPER 8 ?
* Qual a melhor lembrança da sua infância ?

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas