You are here:  / Especial CP / As principais Revistas de Cinema do país

As principais Revistas de Cinema do país

O Brasil sempre teve uma diversidade gigantesca de revistas nas bancas, sejam elas de variedades, de noivas, de arquitetura e, porque não, de cinema. Por conta disso e deste saudosismo que se mantém fluindo dentro de minhas veias (olha que profundo), resolvi falar hoje sobre as principais Revistas de Cinema do país.

A SCENA MUDA

principais Revistas de Cinema do país
Não teria como falarmos de revistas de cinema e não colocarmos a famosa A Scena Muda, pois foi a primeira do gênero a circular no país, entre 1921 a 1955, ou seja, ainda hoje é a de maior duração dentre todas essas que falaremos. Tinha como foco a indústria cinematográfica norte americana.

CINELÂNDIA

principais Revistas de Cinema do país
Foi lançada na década de 1950 e fez grande sucesso, sendo também, uma das principais concorrentes da A Scena Muda. Tinha como foco principal produções nacionais e americanas e estampava nas suas capas o rosto dos astros e estrelas daquela época. Era produzida no Rio de Janeiro.

REVISTA SET

principais Revistas de Cinema do país
Talvez, a Revista Set tenha sido a revista mais conhecida no país. Desde o seu surgimento em junho de 1987 até sua última edição em novembro de 2010, alcançou um sem número de cinéfilos, com números que chegaram a 50 mil exemplares. Roberto Sadovski, que continua comentando sobre cinema no Portal UOL, era o editor responsável e, por conta da forma engraçada e por trazer novidades quentinhas, ganhou o coração do público.

REVISTA DE CINEMA

principais Revistas de Cinema do país
Estando em circulação desde 2000, a Revista de Cinema foca suas matérias na indústria de cinema nacional. A partir de janeiro de 2015, firmou parceria com a empresa SPCine e começou a ser distribuída gratuitamente. A revista sempre ajudou a consolidar, junto aos espectadores, o cinema tupiniquim, seja ele de grande produção ou independente.

PIPOCA MODERNA

principais Revistas de Cinema do país
A revista surgiu na década de 80 com outro formato, mas se consolidou neste mercado nos anos 2000. Prezava por textos diferentes dos seus concorrentes e falava de blockbusters, mas também de filmes independentes, com grandes destaques para as imagens. Hoje em dia, eles trabalham apenas no site pipocamoderna.com.br

REVISTA BOLLYWOOD BRASIL

principais Revistas de Cinema do país
Em 2013, um grupo de apaixonados pelo cinema indiano resolveu tirar do papel a Revista Bollywood Brasil, que seria uma vertente para que os cinéfilos brasileiros conhecessem esta indústria que lança mais de 1200 filmes por ano. A revista durou pouco tempo e hoje não está mais na ativa. Uma pena.

REVISTA PREVIEW

principais Revistas de Cinema do país
Lançada em 2009, época em que a Revista SET já andava ‘mal das pernas’, a Preview chegou como concorrente de peso, derrubou a rival (ou ajudou a derrubá-la) e continua como uma das poucas no assunto a circular pelo país. Ricardo Matsumoto, que trabalhou na SET, agora é editor aqui.

Quais destas principais Revistas de Cinema do país você já leu? E qual você mais gostava?

Comente via Facebook

Comentários

5 COMMENTS

  • Na verdade a Preview era composta pela antiga equipe da revista Set capitaneada pelo Roberto Sadovski e Rodrigo Salém, que fundaram a Preview logo após a demissão de toda equipe depois que a Set foi vendida ao grupo do Jornal do Brasil. Tanto que a semelhança entre a Set da era sadovskiana e os primeiros números da Preview era gritante e dava até pra dizer que uma era imitação cara-de-pau da outra.

    • Obrigado pelo esclarecimento Porre Velho!!!!

  • Lembro tambem da Video News e Sci Fi Cinema.

    • Verdade, cheguei a ler a Sci Fi, já a Video News nunca li. Bons tempos hein!

  • Estava vendo minhas revistas de cinema, que estou botando pra vender (estarão em breve no https://rafaelvende.blogspot.com), e além da SET, encontrei outras que sequer foram citadas aqui:

    – Revista Paisà: era o oposto da SET. Tratava menos de blockbuster e tinha uma linguagem menos popular (mas não tão hermética quanto um site Cinética e Cinequanon que existiam nos anos 2000). Tinha o Sérgio Alpendre na equipe (não sei se era chefe de redação);

    – Revista Magic Cine: encontrei o primeiro número uma vez, na banca, em 2004/2005, e levei. Nunca mais vi outros saindo;

    – Revista MOVIE: com o André Forastieri na equipe, tinha linguagem popular. Obtive o número zero em uma cabine de imprensa. Acho que durou por algum tempo, mas o site oficial dela não existe mais.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca