You are here:  / Críticas / RELIGULOUS

RELIGULOUS

www.hippie.com.brSe for um puritano cristão irá se ofender com ‘Religulous’, documentário extremamente ácido e perspicaz do diretor Larry Charles (‘Brüno’), mas deveria ser obrigatório aos pastores que furtam descaradamente dos fiéis, prometendo ‘um pedacinho do Reino de Deus’. A nota não é maior porque o sensacionalismo gratuito toma conta de várias sequências e há fatos contraditórios no meio dos 100 minutos de projeção.

O roteiro não perdoa nenhuma religião e assim como em ‘Borat’, percebemos o quanto as pessoas são intolerantes em relação a opiniões controversas – ou será que em 2000 anos de história, a Bíblia nunca teve nenhuma linha alterada pelas mãos humanas?

A edição é soberba, cria momentos icônicos – os atentados terroristas que sobrepõem diálogos pacifistas são sensacionais – e a trilha sonora ultra-pop, com letras anestesiantes, revelam um diretor moderno e que sabe bater de frente com questões vitais para a sociedade.

Certamente ‘Rrligulous’ não irá desconstruir uma figura tão mítica e ancestral quanto a de Cristo e seus familiares, mas revela pontos obscuros do Livro Sagrado. O roteiro não esquece nem a Cientologia e faz desta cena uma das mais criativas do longa metragem.

Há entrevistas com senadores norte-americanos, judeus descrentes pelo estado de Israel, muçulmanos gays, além de chamar de ‘tosco’ o milagre que ouve de um fiel e visita a “Disneylandia” cristã – um parque temático construído especificamente para recriar as construções e vilarejos da época. Outro ponto crucial é a estrondosa atividade econômica vista em prédios do Vaticano, em templos protestantes e etc.

E já que uma imagem vale mais que mil palavras, deixo vocês com este pôster do filme! Confira, sem medo de se transformar num ateu.

NOTA: 8,0
ORÇAMENTO: —


PERGUNTA PARA O INTERNAUTA:
* Para você, é válida a prática de fé, religiosidade e crença? E qual a diferença entre fé e fanatismo ?

Comente via Facebook

Comentários

10 COMMENTS

  • A diferença entre fé e fanatismo é entender que a minha fé serve para mim e é A MINHA OPÇÃO e não a dos outros.Quem vive de acordo isso tem fé quem tenta se impor é fanático.Aliás os fanáticos não crêem.O fanatismo é uma forma desesperada de se convencer que se em feito a opção religiosa mais coerente.QUEM TEM FÉ, NÃO PRECISA AGIR COM FANATISMO.Porque fé a SEGURANÇA do que não se vê, mas se espera.Quem está seguro, está seguro e pronto (e ponto).

  • O que posso dizer é que acredito em Deus acima de tudo, participo de reuniões católicas e evangélicas, mas nem por isso me considero um fanático e tampouco as pessoas que estão ao meu redor. Isso depende de pessoas para pessoa… Existe fanatismo em tudo o que vc imaginar. Futebol, música, sexo, e porque naum religião?

  • Parece interessante o filme. Já eu, não tenho fé.

    Abraços

  • Jornalismo Publicitário

    Um sábio sociólogo me disse uma vez na academia de publicidade (Facopp) que é BELO tudo aquilo que não faz mal. Aqueles que têm fé, ou seja, acreditam em algo (seja o que for), seguem uma religião mesmo que baseada numa esponja gigante, ou crença que seja, se sentem-se bem é BELO.
    Pense nisso.

  • Fala cara, beleza?

    Foi mal não responder antes, fiquei muito pegado …

    Gostei das musas do cinema.

    Vou ler alguns textos.

    um abraço,

    Christian

  • Fé é o que vc sente, fanatismo é vc querer a todo custo fazer com que os outros acreditem naquilo que vc acredita, que a sua verdade é absoluta, claro que não respeitando a opinião e nem sequer a fé do outro.

    E concordo que exista fanatismo em tudo o que vc imaginar. Futebol, música, sexo, e principalmente em religião. Mas esse é sim o grande veneno, o grande mal.

  • Eu tenho esse filme! Sou Católico, e adorei o filme. A forma como Bill aborda todas as crenças sem distinção é muito racional, inteligente e com um humor ácido! Gostei e aconselho!

  • vi um trecho de uma palestra desse camarada em que uma garota pergunta a ele sobre sobre a possibilidade de ele estar errado sobre a existencia de Deus,ele simplesmente devolvel a pergunta a garota, sem responder nada. e como na hora foi legal todo mundo apaludiu sem analisar, a garota ficou sem poder responder a pergunta e ninguem respondeu nada. caiu demais no meu conceito, nao que meu conceito valha alguma coisa, mas me pareceu de verdade que ele é apenas alguem que incapaz de ter fé, assim como eu, é incapaz de defender seu ponto de vista quando defrontado pela pergunta certa. e lógico um monologo de idéias(filme) seria a melhor formna de falar falar e nunca ser questionado, já que voce assiste e concorda ou nao, sem poder contestar diretamente com o cara que expos a idéia.

    ou seja, um filme é apenas uma forma que o sujeito arrumou de falar alguma coisa sem correr o risco de ser questionado por alguem com melhores argumentos.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas