You are here:  / Críticas / REBOBINE, POR FAVOR

REBOBINE, POR FAVOR

www.adorocinema.com.brQualquer cidadão do mundo pode criar seus próprios vídeos e colocá-los, sem nenhum esforço, nessa grande rede que é a internet. Mesmo com Hollywood borbulhando preguiça na hora de montar roteiros originais, vez ou outra surge alguém para nos livrar da mesmice.

Michel Goldry (‘Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças’) declara sua paixão pela sétima arte e ‘sueca’ (termo usado para designar produções feitas sem recursos) ‘Robocop’, ‘Conduzindo Miss Dause’, ‘O Rei Leão’, dentre outras pérolas. Protagonizada perfeitamente por Jack Black (‘King Kong’), que está melhor em cada novo projeto, e Mos Def (’16 Quadras’), consegue emocionar e divertir na medida certa.

Depois de um plano mal sucedido, Jerry Gerber é magnetizado e ao chegar próximo das fitas VHS do amigo Mike, que trabalha numa locadora, apaga todo conteúdo existente nelas. Não demora para os clientes reclamarem, e daí surge a tal idéia de filmarem cenas esporádicas das películas. O resultado dá certo e se torna um grande sucesso no bairro, mas a fiscalização descobre e os multa. Para pagar a dívida, será necessário criar algo completamente novo, usando a vizinhança como atores e muita imaginação.

Danny Glover (‘Jogos Mortais’), Mia Farrow (‘O Bebê de Rosemary’) e Meloine Diaz (‘Santos e Demônios’) também são essenciais para o longa. É tudo muito simples e bem utilizado e Gondry dribla bem os cacoetes, aliás, ele o faz como poucos, numa edição e montagem enxutas. Portanto, se você é um cinéfilo, não pode de maneira alguma perder ‘Rebobine, Por Favor’, que teve pouquíssimas chances no circuito nacional, infelizmente.

NOTA: 8,5
ORÇAMENTO: 20 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas