You are here:  / Críticas / Planeta dos Macacos – A Origem

Planeta dos Macacos – A Origem

Fiquei extremamente irritado quando soube que a saga dos símios, que começou 1968 e teve Charlton Heston no elenco, teria um reboot. Ele explicaria como a raça humana foi extinta e os macacos transformaram-se em seres inteligentes. Essa chateação se deve porque Hollywood parece ter medo de arriscar.

Porém, qual foi minha surpresa ao perceber que Planeta dos Macacos – A Origem é um dos blockbusters mais sensacionais do ano e, além disso, conta com os melhores efeitos especiais da atualidade.

Concordarei com quem disser que há estereótipos e que muitos personagens humanos são pouco desenvolvidos. Mas os acertos estão anos-luz à frente disso.

A perfeição nos movimentos e texturas de todos os macacos é estarrecedora. Sem contar que César tem uma química imediata com o espectador e sua evolução, tanto física quanto psicológica, é bastante aceitável naquele universo.

O trabalho corporal de ANDY SERKIS é outro ponto a ser comentado. Sua naturalidade e entrega só mostram o quanto a captura de movimento pode ser útil e maravilhosa quando bem aproveitada. Quer mais? A edição de som é magnífica.

Toda aquela questão social, com as empresas e os investidores sendo os grandes vilões da história e os civis, que se divertem vendo os animais expostos em jaulas nos zoológicos, pode parecer datada, mas RUPERT WYATT (A ESCAPADA) trata tudo isso com bastante cuidado e deixa JAMES FRANCO (127 HORAS) à vontade para moldar seu cientista ganancioso e humano na medida certa.

Quando FREIDA PINTO (QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO?) aparece e toda a sequência do romance entre os protagonistas é inserida no contexto, Planeta dos Macacos – A Origem decai. Mas WYATT é esperto o suficiente para apoiar-se firmemente na ação e na interação entre os macacos e a rebelião deles contra os humanos.

Enfim, o blockbuster é um fio de esperança, numa Hollywood mecânica e tendenciosa. Corra para o cinema mais próximo e não deixe de ver!

Sinopse de Planeta dos Macacos – A Origem

Após desenvolver uma espécie de soro para a cura do Mal de Alzheimer, o cientista Will Rodman, que testava a droga em macacos, usa o experimento em seu pai.

Ele não só se recupera, como também tem sua memória melhorada. Já um dos macacos evolui gradativamente. Agora, é questão de tempo para que as coisas saiam do controle não só de Will, mas de todo o governo norte-americano.

Título Original: Rise of the Planet of the Apes
Ano Lançamento: 2011 (EUA)
Dir: Rupert Wyatt
Elenco: James Franco, Tom Felton, Freida Pinto, Andy Serkis, Brian Cox, John Lithgow

ORÇAMENTO: 93 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

6 COMMENTS

  • Excelente filme, vale assistir !!

  • Esse filme é muito muito muito bom, para quem gosta da saga e para quem nunca viu, vale muito assistir.

  • Muito bom o Filme, um dos melhores que vi recentemente, vale a pena.

  • O filme é incrivel, as expressoes faciais do Caesar são PERFEITAS e comove o publico
    VALE MUITO A PENA ir ao cinema ver o filme!!!

  • nossa eu nem queria assistir o filme achei que ia ser mais um filme Hollywoodiano cheio de enfase e com um roteiro a desejar. Amei o filme me emocionei e me envolvi com a historio, simplesmente vale a pena.

  • Eu achei sensacional… recomendo!!!!

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas