You are here:  / Críticas / OS SEUS, OS MEUS, OS NOSSOS

OS SEUS, OS MEUS, OS NOSSOS

adorocinema.com.brComédias familiares normalmente são bons entretenimentos – e os produtores, normalmente faturam alto -, porém existem aquelas que servem unicamente para ficar mofando nas prateleiras.

‘Os Seus, os Meus, os Nossos’ tem astros conhecidos, além de um elenco gigantesco, mas um roteiro fraquinho. A trilha sonora é pop até a medula, ajudando na hora dos escorregões, mas esperava-se algo melhor acabado. À frente do humor rasteiro estão Dennis Quaid (‘O Dia Depois de Amanhã’) e Rene Russo (‘Thomas Crown – A Arte do Crime’) numa cópia barata do sucesso ’12 é Demais’.

Ele cria 8 filhos e reencontra sua antiga paixão, não demora para juntar os trapos com a amada e seus 10 filhos. As confusões nunca engrenam e os atores mirins são engraçadinhos, mas deixar tal produção nas costas de 18 crianças é quase um suicídio.

Dependendo do ponto de vista, continuará sendo uma sessão família ótima para os fins de tarde dos seus filhos, já para os adultos faltará algo, pois não existe aquele clímax necessário ao gênero.
Quaid faz caras e bocas, tentando achar o timming correto, Russo se vira como pode para parecer contente e os demais são coadjuvante de luxo. Daí, noventa minutos vão embora e o final feliz é inevitável.

NOTA: 5,0
ORÇAMENTO: 45 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

1 COMMENT

  • 45 milhões???? Carai!!! Também não vi muita graça não, e é, descaradamente, copia (frustrada) de Doze é Demais!

    Mudando um pouco de assunto, eu estava olhando uns sites de template e encontrei um que eu lembrei do seu blog na hora:

    http://blogger-templates.blogspot.com/search?q=classic%20dark

    É o último template da página. Só mesmo uma sugestão, ele é bem legal!

    Abraços!

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca