You are here:  / Críticas / O Protetor com Tony Jaa

O Protetor com Tony Jaa

Logo depois de assistir O Protetor com Tony Jaa (Ong Bak – Guerreiro Sagrado), precisava escrever a respeito do filme. E pode até soar exagerado de minha parte, mas o astro me impressiona a cada filme lançado, pois consegue empatia fácil com o público e traz coreografias extraordinárias. Se for levado para solo americano, será o novo Jackie Chan e se tornará um astro facilmente.

É incrível sua evolução entre Ong Bak e O Protetor. Os coadjuvantes, desta vez, atuam razoavelmente, bem como a luta final promove aos espectadores um belo e diversificado espetáculo visual, numa coreografia grandiosa. Enfim, a edição de som faz com que cada osso quebrado seja sentido por você.

Tudo saiu tudo como era esperado, ou seja, o tempo de duração não é exagerada, há uma rapidez na montagem que lembra alguns videogames e Jaa prova estar preparado para aventuras maiores.O Protetor com Tony Jaa

O diretor, Prachya Pinkaew, usa e abusa dos clichês como folhagens e pôr do sol. Mas traz ângulos interessantes quando há lutas. Por isso, O Protetor com Tony Jaa é feito, basicamente, para os admiradores de Bruce Lee, Jet Li e Chan e demonstra que Hollywood se esqueceu de como fazer produções deste tipo com valor cinematográfico.

Portanto, guardem isso: Tony Jaa é uma grande promessa para futuro próximo.

Sinopse de O Protetor com Tony Jaa:

O elefante do personagem principal é roubado por contrabandistas. Agora, com a ajuda de um policial, terá que recuperá-lo, não sem antes ficar atento para não perder a vida.

NOTA: 8,5
ORÇAMENTO: —

Comente via Facebook

Comentários

1 COMMENT

  • mas as vezes é preciso muita paciencia para assistir alguns filmes desse gênero.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas