You are here:  / Críticas / O Filho de Rambow, mais do que uma homenagem a Rambo!

O Filho de Rambow, mais do que uma homenagem a Rambo!

Existe sempre uma visão mais romantizada e ingênua das coisas quando somos mais novos. Sei disso porque quando tinha meus 9 anos amava Jiraya, Cybercops e todos esses heróis coloridos. Contudo, vistos hoje em dia, são completamente esquisitões. Em O Filho de Rambow, o diretor Garth Jennings (O Guia do Mochileiro da Galáxia) molda essa visão com um carinho e sutilezas tocantes.

A mistura inusitada de animação, situada apenas na imaginação do menino para escapar de um mundo real cheio de cobranças e de um contexto moral em que os adultos parecem ter mais dúvidas do que os próprios garotos (que querem apenas se divertir e imitar seus heróis favoritos) e realidade, enchem a tela.

O diretor só perde a mão quando inclui no roteiro um terceiro personagem. O ator não tem grande talento e seus trejeitos e cacoetes são péssimos. Mas a sorte é que, logo depois, entram em cena novamente Will e Lee Carter caracterizados de Rambo e de Coronel Trautman numa sequência impagável e maravilhosa.

O Filho de Rambow

Em O Filho de Rambow, assim como em Rebobine, Por Favor, há um nível extremo de paixão pelo cinema, onde cidadãos comuns decidem fazer o que amam, sem terem o mínimo conhecimento ou os equipamentos necessários.

Todavia, por causa dessa total entrega, tudo acaba dando certo. O desfecho, que não vale ser esmiuçado para não estragar a surpresa, é de dar nó na garganta. Enfim, se Stallone tiver assistido, tenho certeza de que saiu com um sorriso sincero no rosto!

Sinopse de O Filho de Rambow

Vivendo numa família extremamente religiosa e regrada, Will acaba conhecendo Lee Carter, o valentão da escola e descobre que seu novo amigo tem planos para ‘refilmar’ Rambo – Programado para Matar. Juntos começam a planejar como será este épico de guerra, mas como todo cineasta, eles também passam por várias adversidades, antes de completarem sua obra.

Título Original: Son of Rambow
Ano Lançamento: 2007 (Alemanha/França/Reino Unido)
Dir: Garth Jennings
Elenco: Bill Milner, Will Poulter, Jessica Hynes, Neil Dudgeon, Jules Sitruk

ORÇAMENTO: 4 Milhões de Dólares
NOTA: 8,0

Comente via Facebook

Comentários

2 COMMENTS

  • Oi Eder, tudo bem?
    Participe da enquete pra sugerir os homenageados (atores, atrizes e diretores) de maio no nosso blog.

    Aproveite e pegue o nosso selinho. grande abraço!

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas