You are here:  / Destaque / Filmografia / O diretor Guillermo Del Toro: Vida e Obra

O diretor Guillermo Del Toro: Vida e Obra

O diretor Guillermo Del Toro, nasceu em 9 de outubro de 1964, em Guadalajara. Ainda era adolescente quando se apaixonou pelo cinema. Depois de algumas tentativas, trabalhou como produtor no filme Dona Herlinda e seu Filho (1986) e, paralelamente, foi supervisor de maquiagem e diretor em alguns programas para emissoras de seu país.

Em 1992, arriscou-se e comandou Cronos. O resultado foram diversos prêmios dentro e fora do México. Dali para ser chamado para Hollywood foi questão de (pouco) tempo. Entregaram em suas mãos o projeto Mutação, suspense estrelado por Mira Sorvino e por baratas gigantes geneticamente modificadas. Resultado: ele não gostou muito do corte final feito pelo estúdio.

O diretor Guillermo Del Toro

Produziu, em 1998, o desconhecido Un Embrujo. Mas foi com o maravilhoso e brutal A Espinha do Diabo que reconquistou público e crítica. Traria, pela primeira vez, a Guerra Civil Espanhola como plano de fundo e crianças órfãs tendo que enfrentar problemas muito maiores que elas próprias.

Seu retorno para os Estados Unidos foi bem mais agradável e sem grandes turbulências. Fez o segundo e melhor filme do vampiro Blade e contou com um climão soturno e criaturas bizarras. Uma curiosidade é que foi a primeira vez que trabalhou com seu parceiro de longa data Ron Perlman. Nos anos de 2002 e 2004, produz, respectivamente, Asesino em Serio e Crônicas.

Resolve então, dar um presente ao seu grande ídolo Mike Mignola com Hellboy, projeto que uns amam e outros odeiam.

O diretor Guillermo Del Toro

Mais dois anos e conhecemos o ápice de sua carreira e de sua inventividade com a fábula adulta O Labirinto do Fauno. Por este drama foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e levou os prêmios de Melhor Maquiagem, Fotografia e Direção de Arte. Além de revelar a excelente atriz Ivana Baquero.

Esteve por trás das animações Hellboy – Espada das Tempestades (2006) e Hellboy – Blood and Iron (2007) e voltou ao mundo do suspense com o bom O Orfanato, dirigido por Juan Antonio Bayona. O projeto conta com uma inspirada Belén Rueda e faturou 7 prêmios Goya.

While She Was Out, estrelado por Kim Basinger e Rudo y Cursi, uma comédia com Gael Garcia Bernal e Diego Luna, conseguiu certo sucesso em seu país, mas é pouquíssimo conhecido fora dele, foram outros títulos que tem seu nome nos créditos como produtor.

O diretor Guillermo Del Toro

Foi convidado para dirigir a sequência de Hellboy e teve a vantagem de trazer o mesmo time do original.

Neste período transforma-se em parceiro da Dreamworks. Tem a função de supervisionar filmes animados do estúdio e, até por isso, assina as produções de Kung Fu Panda 2 e O Gato de Botas, ambos de 2011 e A Origem dos Guardiões (2012). Nos live-actions a lista conta com a péssima ficção Splice – A Nova Espécie (2009) estrelada por Adrien Brody, o drama de cortar os pulsos Biutiful (2010), o interessante suspense Os Olhos de Júlia (2010) e os fraquinhos Não Tenha Medo do Escuro (2011) e Mama (2013). Chegou a ser cotado para dirigir O Hobbit – Uma Jornada Inesperada, mas desistiu por causa dos atrasos e apenas ajudou a moldar o roteiro.

Em 2013 sua maior aposta foi Círculo de Fogo. O blockbuster transborda nerdices a cada batalha e faz uma homenagem aos monstros orientais, assim como os animes e mangás. No ano seguinte produziu a animação Festa no Céu e ainda sentou atrás das câmeras em A Colina Escarlate (talvez seu pior filme) e Caçadores de Trolls.

O diretor Guillermo Del Toro

Na literatura, escreve, juntamente com Chuck Hogan, os livros da trilogia da escuridão: Noturno (2009), A Queda (2010) e Noite Eterna (2011).

O diretor Guillermo Del Toro e o Oscar

E o que faltava para ele? Claro que era o Oscar de Melhor Diretor… e, por que não o de Melhor Filme? Eis que A Forma da Água, fábula muito sensível e bonita, o ajuda a alcançar este sonho. E se seus amigos mexicanos Iñarritu e Cuáron já tinham um troféu desse em suas prateleiras, Del Toro pode ficar tranquilo que seu momento chegou!

Em 2018 ele deixa Círculo de Fogo: A Revolta sob a responsabilidade de Steven S. DeKnight e prepara o terreno para Liga da Justiça Sombria, The Haunted Mansion e Pinocchio.

E para você, qual o melhor filme que o diretor Guillermo del Toro dirigiu? Comente conosco!

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Board Games