You are here:  / Games / Top CP / Motivos para jogar The Sims (ou não!)

Motivos para jogar The Sims (ou não!)

Há 19 anos era lançado The Sims, primeiro game de simulação de vida. Sucesso imediato, tornou-se, em 2002, o jogo mais vendido de todos os tempos. Hoje, com outras sequências lançadas e dezenas de expansões continua um sucesso. Com uma premissa quase banal de simplesmente viver, incluindo tudo – ou quase tudo – como comer, ir ao banheiro, tomar banho, trabalhar, comprar, transar, conversar e se divertir, quais seriam os motivos para jogar The Sims?

Sou suspeito para falar. Gosto de jogos de simulação. Mas este tem realmente algo de especial. Você inicia sua vida com poucos recursos e só depois de muito trabalho é que o dinheiro começa a surgir. Achou familiar? Sims são seres capitalistas, necessitam de simoleons (o nome da moeda utilizada), mas sabem aproveitar a vida. E querem aproveitá-la. Necessitam disso. E são criaturas independentes. Deixe-os parados por algum tempo que eles mesmos tratam de realizar tarefas por vontade própria. Quase nos dizendo “Não preciso de você, humano”. Isso, claro, em Simlish, a língua oficial dos Sims.

Ele simula a vida, mas uma vida que só existe por lá. É brilhante a forma simples e descomplicada com que as coisas são tratadas. Aprendemos que ter filhos dá muito, mas muito trabalho e que serão várias noites mal dormidas. Educá-los também é bastante complicado. Descobrimos que para ter filhos, é preciso fazer “Oba-Oba”, mas que nem todo “Oba-Oba” tem o intuito de fazer filhos; às vezes, é “Oba-Oba” só por diversão. A sociedade Sim – diferentemente da nossa – não é moralista. Todos os Sims são, a princípio, bissexuais, já que têm a capacidade de se apaixonarem por ambos os gêneros. Pode-se adotar crianças de forma descomplicada, seja por um casal heterossexual, homossexual ou até um pai ou uma mãe solteiros. A discussão atual sobre “o que se caracteriza uma família” é um assunto superado há mais de uma década e meia em The Sims. A morte também está lá, já que a Família Caixão não nos deixa esquecer que, assim como nós, os Sims não são eternos. Não importa sua cor, gênero, se você é um fantasma ou um alien, gosta-se – ou não – de você pela forma com que o papo se desenrola e pela afinidade entre os personagens.

É também um jogo sarcástico. Ele te permite ser mal educado, preguiçoso, desleixado, brigar, trair, fofocar. Mais que o jogo mais vendido de todos os tempos, The Sims é didático e ensina há gerações, de forma descomplicada, divertida e sem tabus, sobre a diversidade em suas mais amplas formas. Sims não são seres necessariamente bondosos. Mas quem é? Uma coisa é certa: a discriminação não é uma ferramenta disponível no game.

Motivos para jogar The Sims

5 Motivos para jogar The Sims (ou não!)

Embora o sucesso seja inegável, The Sims não agrada a todos. Mas existem os motivos para se gostar ou não da franquia. O que? Você não sabe quais são eles? Então preparamos 5 motivos para gostar e 5 para odiar o game.

Motivos para gostar
– Aqui você pode tudo
Tudo mesmo! Por não ter as amarras da nossa sociedade, nesse mundo maluco você esta livre pra fazer tudo que quiser.

– Simlish huahuahua
Ficou confuso? Pois não fique, os Sims tem sua língua própria, assim como vontade própria também, fator diferencial pra imersão no jogo.

– Expansões e Expansões
Além de jogar e construir tudo que se pode imaginar, cada jogo tem sua expansão que varia entre novos personagens e novos objetivos.

– Imersão
Com um universo único, com moedas, dialeto e comportamento diferenciado não tem como negar que o jogo é um dos mais imersivos de todos os tempos.

– Mais do mesmo, mas eu quero mais
The Sims é um dos únicos jogos que se inovam usando o de sempre, ou seja, diversidade, capitalismo, diversão sem nenhum preconceito, integração social, entre outros aspectos já usados e reutilizados.

Motivos para jogar The Sims

Motivos para não gostar (A partir desse ponto da leitura, alerto a todos que odeio ‘The Sims’ e que essa é minha opinião, não representando o “staff” do C&P)
– Sem inovações
O jogo tem muitas inovações que somente os fãs xiitas da série enxergam, se não for um desses fãs, pode jogar qualquer um, pois são todos iguais.

– Já não é ruim o suficiente aqui?
Ao chegar em casa e começar um jogo, o objetivo é se desprender da realidade. Pra que eu vou jogar algo que me exige tudo que é exigido em meu dia a dia?

– Que qualidade?
Muitas discussões sobre gráficos, sobre entretenimento e ajuda social terminam nas seguintes perguntas: “Como? Com qual qualidade? Por quê?”

– Jogo solitário
Apesar de ter modo online e interativo, The Sims é um jogo muito solitário, pois você se prende àqueles personagens que precisa agradar pra conseguir outros amigos e mais pontos. Não da né!

– Muitas esquisitices
Dialeto de blablabla, danças embaraçosas, decisões um tanto questionáveis, The Sims é um palco de esquisitices onde o astro é você.

Enfim Odeie ou Ame, a decisão é sua. Mas deixe nos comentários seus Motivos para jogar The Sims!

Por Danilo Pessôa e Alessando Oliveira

Big Boy Games

Comente via Facebook

Comentários

1 COMMENT

  • Pingback
    Links da Semana 34 - Jogos Indie Jogos Indie

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca