You are here:  / Críticas / MISSÃO IMPOSSÍVEL – PROTOCOLO FANTASMA

MISSÃO IMPOSSÍVEL – PROTOCOLO FANTASMA

MISSÃO IMPOSSÍVEL – PROTOCÓLO FANTASMA tinha tudo para dar certo, pois desde as escolhas dos protagonistas, até a inusitada entrada de BRAD BIRD (OS INCRÍVEIS) na direção, deixaram os fãs esperançosos. A maciça campanha de marketing antes do filme estrear foi grandiosa e os trailers davam a sensação que teríamos uma produção tão boa quanto o terceiro – e melhor – episódio da franquia.

O problema tem início na inserção de piadinhas tremendamente desnecessárias, deixando o personagem vivido por SIMON PEGG (CHUMBO GROSSO) bastante irritante. BIRD também parece ter tido pouquíssima chance de dar seu próprio ritmo ao projeto, já que a pressão dos produtores falou mais alto.

A ação não tem pé nem cabeça e tudo é exagerado e pouco natural. Quando o agente tem que escalar o maior prédio do mundo em Dubai, existe certa sensação de vertigem, mas que se esvai logo depois e mesmo nos outros planos mirabolantes (que de tão mirabolantes, acabam se tornando galhofas demais), pensamentos como: “eu já vi isso milhares de vezes em outros filmes”, me surgiram na mente.

Ethan Hunt é acusado de terrorismo e a agência IMF é retirada dos projetos do governo americano. Porém, o presidente inicia o Protocólo Fantasma, onde Hunt e sua equipe terão de correr contra o tempo para limpar o nome da agência e impedir que terroristas acionem ogivas nucleares, isso tudo sem utilizar qualquer recurso ou ajuda.

Não ligo que reformulem ideias, desde que façam com inteligência, algo que não ocorreu de maneira alguma em MISSÃO IMPOSSÍVEL – PROTOCÓLO FANTASMA, pois a beleza de PAULA PATTON (ESPELHOS DO MEDO), serve apenas para aguçar o público masculino – outras coadjuvantes usaram sensualidade e destreza com mais ousadia –, JEREMY RENNER (GUERRA AO TERROR, parecia deslocado e por vezes incomodado com a presença de TOM CRUISE (GUERRA DOS MUNDOS) e o próprio astro, que poderia pendurar as luvas, casacos e máscaras do personagem de agora em diante, pula, briga, atira, mas se esquece de colocar uma pitada de carisma. Ou eu estou ficando velho ou a franquia necessita de uma boa dose de novidade bem rápido.

Título Original: Mission: Impossible – Ghost Protocol
Ano Lançamento: 2011 (EUA)
Dir: Brad Bird
Elenco: Tom Cruise, Jeremy Renner, Simon Pegg, Paula Patton, Michael Nyqvist, Vladimir Mashkov, Samuli Edelmann, Ivan Shvedoff

ORÇAMENTO: 140 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas