You are here:  / Críticas / Meu Nome não é Johnny, com Selton Mello

Meu Nome não é Johnny, com Selton Mello

Esta foi uma ótima surpresa nacional, que prova novamente a curva ascendente que nosso cinema vem tendo dos últimos anos para cá. Se há coadjuvantes de peso, emprestando o talento à obra, como Julia Lemmertz, por exemplo, é na dupla de protagonistas que Meu Nome não é Johnny se acomoda. Cléo Pires está estonteante, sumindo na personagem e Selton Mello (Trash – A Esperança vem do Lixo) tem potência dramática.

O astro mostra sua liberdade criativa e, além disso, vive três facetas de João Guilherme, ou seja, primeiramente é usuário de drogas. Em seguida, contrabandista e, enfim, perde o controle da própria vida.Meu Nome não é Johnny

Mauro Lima é estreante na direção, mas monta um clima pesado, amenizando-o com algumas sacadas cômicas. É indicado aos pais, filhos, avós, tios das classes A, B, C, D e E e aponta para um tema que pode estar diante dos seus olhos, sem que saiba.

Por que não dialogar? Por que não ter respeito mútuo em um dos meios mais antigos da humanidade, ou seja, a família? O roteiro cria as discussões e o melhor, faz isso sem apelar para maneirismos.

A trilha sonora expõe as frustrações e delinquências dos ‘futuros cidadãos da nossa pátria amada’. A fotografia (principalmente noturna) faz jus ao clima sombrio daquelas vida. Enfim, entretenimento acima da média.

Onde assistir Meu Nome não é Johnny

Meu Nome não é Johnny pode ser visto no iTunes, no Google Play Movies, na Claro Vídeo e no Globoplay!

NOTA: 7,5
ORÇAMENTO: 6 Milhões

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas