You are here:  / Críticas / Premiações / Trailers / Me Chame pelo seu Nome, o drama independente da vez

Me Chame pelo seu Nome, o drama independente da vez

Assim como ocorreu com Moonlight no ano passado, eis que Me Chame pelo seu Nome pode ser considerado o drama independente da vez para o Oscar de 2018. Mas ao contrário de Barry Jenkins, o diretor Luca Guadagnino molda um roteiro lotado de sutilezas e com uma fotografia que quase faz o espectador sentir os cheiros e os sabores daqueles locais tão particulares e secretos.

O projeto perderia muito de sua beleza se não tivesse protagonistas com uma química e entrega tão fortes quanto as de Armie Hammer e Timothee Chalamet. Oliver e Elio nos apresentam não só a ânsia pelo conhecimento, mas também uma tensão sexual presente em todos os pequenos gestos. No primeiro ato fica difícil de entender essa aproximação e este amor que começam a nutrir um pelo outro (como se a paixão precisasse de qualquer explicação), mas fique tranquilo, você compreenderá perfeitamente.

Guadagnino só erra a mão no corte final. Duas horas e onze minutos é demais e o meio do filme é arrastado, além do que, alguns coadjuvantes não convencem, como é o caso de Esther Garrel, que interpreta Marzia. Ela some do nada e reaparece apenas para uma última cena. Por fim e não menos absurdo, a cena do pêssego tira completamente a imersão e me fez lembrar de American Pie.

o drama independente da vez

Pôster do filme

Pequenos equívocos aqui e ali, mas inúmeros acertos, fazem Me Chame pelo seu Nome ser muito mais do que apenas o drama independente da vez. Consegue criar um senso de intimidade e ainda conta com um dos diálogos mais maravilhosos dos últimos anos, quando Mr. Pearlman senta-se com seu filho e expõe todo seu amor a Elio, independentemente de suas escolhas. E sim, isso deveria ser apresentado e exclamado a todo ser humano do mundo.

Sinopse de Me Chame pelo seu Nome:

Elio é um jovem muito evoluído para sua idade e se encanta com a presença de Oliver, um estudante americano mais velho que vem estudar e morar com sua família na Itália. Juntos, eles dividirão um verão cheio de música, comida, e um romance que os transformarão para sempre.

Título Original: Call me by Your Name
Ano Lançamento: 2017 (Estados Unidos/Itália/Brasil/França)
Dir: Luca Guadagnino
Elenco: Armie Hammer, Timothée Chalamet, Michael Stuhlbarg, Amira Casar, Esther Garrel, Victoire Du Bois

ORÇAMENTO: 3,5 Milhões de Dólares
NOTA: 7,5

INDICAÇÃO DO FILME PARA O OSCAR: Filme / Ator / Roteiro Adaptado / Canção Original

Confira também um dos nossos vídeos do Canal Cinema e Pipoca

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Board Games