You are here:  / Críticas / Líbano, o conflito visto de dentro de um tanque de guerra

Líbano, o conflito visto de dentro de um tanque de guerra

da-fotografia.blogspot.comLíbano

 

Com um tom completamente diferente do comum – principalmente se você só assiste filmes americanos do gênero – Líbano é, além de tudo, um experimento para a sétima arte, levando o espectador para dentro de um tanque de guerra e fazendo com que a mira do veículo seja nosso único ponto de vista.

O início repentino e corrido não cria um vínculo forte entre o espectador e os protagonistas. Com o passar do tempo, o diretor Samuel Maoz corrige muito bem este erro. Outro ponto negativo a se notar são os closes no rosto dos personagens. Isso me deixou bastante incomodado, pois mesmo estando num ambiente fechado, não há necessidade de usar tal artimanha tantas vezes.

Tirando o final, onde utilizam certos clichês hollywoodianos, há uma crueza que não dá espaço para o costumeiro ‘bom mocismo’. Tudo isso porque não sabemos ao certo qual o ambiente mais deplorável e perigoso: o lado de dentro do tanque ou o de fora, onde só há escombros e destruição.

A desconfiança em qualquer pessoa naquele ambiente é visível (mesmo que fosse um suposto aliado) e a forma com que a inexperiência dos novos soldados é tratada, impõe uma veracidade ótima sem cair nos exageros. As únicas tomadas abertas são no início e no final, onde vemos um campo cercado de girassóis, portanto aproveite para respirar fundo ali. Líbano é um teste para nossos nervos!

Sinopse de Líbano:

Somos apresentados aos soldados Herzl, Yigal e Assi, que estão no meio da Guerra do Líbano em 1982 e recebem a missão de atravessar uma plantação e chegar a uma estrada. Logo são abordados por Jamil, líder da infantaria. Agora terão que acompanhar alguns homens e vasculhar uma área que acabara de ser bombardeada. Porém a missão se torna mais difícil do que imaginavam.

Título Original: Lebanon
Ano Lançamento: 2009 (Alemanha/França/Israel/Líbano)
Dir: Samuel Maoz
Elenco: Reymond Amsalem, Oshri Cohen, Yoav Donat, Michael Moshonov, Zohar Shtrauss

ORÇAMENTO: —

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Board Games