You are here:  / Críticas / Destaque / Trailers / Kubo e as Cordas Mágicas e a visão delicada de Travis Knight

Kubo e as Cordas Mágicas e a visão delicada de Travis Knight

Desde os primeiros minutos de Kubo e as Cordas Mágicas você entende o motivo dele ter sido indicado ao Oscar de Melhor Animação. O projeto é lindo, com uma fluidez e movimentação serenas e bem conduzidas – a cena final e todas as batalhas são de encher os olhos –, além de um roteiro redondo e pronto para tocar no coração de cada espectador.

São inúmeros pontos tocados pelo diretor Travis Knight (esteve à frente de ‘Paranorman‘ também), mas dois são os mais presentes. O primeiro é a homenagem ao cinema oriental e toda sua rica cultura, com destaque para a trilha sonora e a segunda é a família, pois Kubo é um garoto meio deslocado do mundo e tenta entender que é e de onde veio.

A animação em stop motion é sempre bem-vinda e a mescla em algumas cenas com o CGI, que poderia ser um ponto fora da curva, agrada bastante – o espectador menos atento nem perceberá a mudança de uma para outra. Talvez uma certa ocidentalização na temática possa incomodar os mais puritanos, mas nada tão grave que tire o prazer de ver esta aventura.

Kubo e as Cordas Mágicas

Foto: Poster do filme

Num vilarejo no Japão, Kubo e sua mãe vivem uma vida tranquila, até que um espírito muda esta rotina. Agora, o garoto deverá sair para uma jornada de descobertas e ainda aprender a se defender de monstros que o perseguem. No caminho consegue a ajuda de uma macaca e um besouro.

Além disso tudo já citado, Kubo e as Cordas Mágicas tem o privilégio de ter nas vozes originais um elenco espetacular com Charlize Theron, Matthew McConaughey, Ralph Fiennes e Rooney Mara, sem contar a edição final, que não tem medo de criar personagens tão sinistras quanto as irmãs gêmeas – elas darão medo nas crianças menores. Uma pequena grande obra que mereceria até uma continuação.

Título Original: Kubo and the Two Strings
Ano Lançamento: 2016 (Estados Unidos)
Dir: Travis Knight
Vozes: Art Parkinson, George Takei, Cary-Hiroyuki Tagawa, Brenda Vaccaro, Charlize Theron, Ralph Fiennes,

ORÇAMENTO: —
NOTA: 7,5

Por Éder de Oliveira

Indicações ao Oscar: Melhor Animação / Melhores Efeitos Visuais

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Board Games