You are here:  / Críticas / KICK ASS – QUEBRANDO TUDO

KICK ASS – QUEBRANDO TUDO

adorocinema.com

 

Se Quentin Tarantino ousou em manipular a cultura pop em diálogos açucarados, Matthew Vaugh (‘Nem Tudo é o que Parece’) extrapolou os limites e ‘Kick-Ass – Quebrando Tudo’, talvez seja o maior expoente filme sobre ‘heróis sem poderes’ dos últimos tempos.

Colorido e suficientemente rápido para fazerem os espectadores pularem da cadeira, a película começa um pouco morna e Aaron Johnson (‘O Senhor dos Ladrões’) demora a entrar no clima imposto pelo diretor. Já a sensacional Chloe Moretz (‘500 Dias com Ela’) é um arraso só e faz de Hit-Girl uma das personagens femininas mais arrasadoras dos últimos anos. E Nicolas Cage (‘O Senhor das Armas’) finalmente não atrapalha, indo até razoavelmente bem!

A violência é explícita (com pernas cortadas, balas na cabeça e ângulos nervosos), mas a mistura certeira entre gangsters, pessoas encapuzadas, sangue e diálogos absurdamente maravilhosos (e a animação estupenda no meio da trama), são quase um complemento para o ato final.

Dave Lizewski é um nerd que decide se transformar num herói e compra pela internet uma roupa de mergulho ridícula para sair em defesa dos fracos e oprimidos. O problema é que, em sua primeira investida como Kick-Ass, toma uma facada e é atropelado, mas após se recuperar, acaba conhecendo outros super-heróis e indo à caça do chefão Frank D’Amico.

Inspirado na HQ de Mark Millar, Vaugh usa sequências de luta bastante limpas e sem grandes trucagens para dar maior impacto e reverencia sem medo Batman, Homem Aranha e Superman. No fim das contas, a vontade é de comprar uma roupa tosca e sair dando porrada nos mal-feitores pela rua… e vivam os nerds!

Título Original: Kick Ass
Ano Lançamento:
2010 (Reino Unido)

Dir.:
Matthew Vaughn
Elenco: Aaron Johnson, Nicolas Cage, Chloe Moretz, Christopher Mintz-Plasse, Mark Strong, Lyndsy Fonseca

ORÇAMENTO: 30 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

4 COMMENTS

  • MELHOR FILME QUE JA VI ESSE ANO, UM SARRO, RECOMENDO, MUITO BOM.

  • Muito previsivel, e a parte do JetPack foi realmente ridicula.

  • Penso que a colocação mais correta seria informar que o diretor TENTOU, ser um Tarantino, mas passou MUITOO longe.

  • afe, anonimos corneteiros como sempre, hahaha

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca