You are here:  / Críticas / HANNA

HANNA

www.cinepop.com.br

Ok, esqueçam Jason Bourne e sua relutância em ser o assassino que sempre foi, esqueçam Jack Bauer que na última temporada de 24 HORAS reavaliava seus conceitos e esqueçam Ethan Hunt, que se vivesse no mundo real, seria facilmente morto.
O cinema atual ganhou veracidade e crueza, no rosto de quem nós menos imaginávamos: as garotas. Primeiramente com Hit Girl em KICK ASS – QUEBRANDO TUDO e agora, com HANNA.

JOE WRIGHT traz no primeiro ato, além de uma química perfeita entre ERIC BANA (MUNIQUE) e SAOIRSE RONAN (UM OLHAR NO PARAÍSO), uma fotografia esplendorosa, aguçando ainda mais os tons de branco.
Logo na abertura, Hanna sai à caça de um cervo e o ataca com uma flecha. Chegando perto do animal ferido, ela diz: “Não consegui acertar seu coração”, saca um revólver e o mata sem piedade. Nestes cinco minutos iniciais, a protagonista já havia ganhado 100 % da minha empatia.

Além do dois atores, a participação de CATE BLANCHETT (NÃO ESTOU LÁ) é digna de nota, pois mesmo tendo uma apresentação morna, vai crescendo no decorrer dos 111 minutos da trama. E é no embate, primeiramente psicológico e depois físico entre sua personagem e o de ERIC BANA, que notamos o quanto os astros se entregaram e o quanto WRIGHT entende de filmar ação e suspense, tendo ângulos ótimos, dentro de uma edição e trilha sonora ágeis.

Hanna é uma jovem que foi treinada pelo seu pai – ex-agente da CIA –, num local isolado de tudo e de todos, para ser uma assassina perfeita. É quando Marissa Wiegler, uma impiedosa agente, acha o paradeiro deles e sai numa busca feroz para capturá-los vivos ou mortos. É aí que a garota desvendará todos os segredos de sua vida.

A mescla entre inocência e força, delicadeza e veracidade da protagonista é bem natural, assim como a violência, que mesmo não sendo explícita – poucas vezes nos deparamos com sangue em tela –, é muito impactante.
JOE WRIGHT se livra do dramalhão que foi O SOLISTA, nos dando a possibilidade de vagarmos até pelos contos de fadas (o terceiro ato tem tendências claras disso), pena que a gloriosa Sony Picture, decidiu manter Hanna enclausurada no universo dos DVDs e BlueRays e não lançará este exemplar ímpar de ação nos cinemas. Faltou coragem para a distribuidora.

Título Original: Hanna
Ano Lançamento: 2011 (Alemanha/EUA/Reino Unido)
Dir: Joe Wright
Elenco: Saoirse Ronan, Cate Blanchett, Eric Bana, Olivia Williams, Tom Hollander

ORÇAMENTO: 30 Milhões de Dólares


PERGUNTA PARA O INTERNAUTA:

* O que você achou de HANNA ?
* Quem venceria numa luta entre Hit Girl e Hanna ?

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas