You are here:  / Críticas / Destaque / FRANKENWEENIE

FRANKENWEENIE

Após muito tempo sem fazer nada de bom, Tim Burton (‘A Noiva Cadáver’, foi seu último projeto interessante) retorna com uma animação à moda antiga e em preto e branco, homenageando não só os monstros da era de ouro da Universal Pictures no gênero terror, como também Godzilla e Gremlins e nos remete a tomadas inspiradas no expressionismo alemão.

A trilha sonora de Danny Elfman nos transporta ainda mais para dentro deste universo onde os personagens tem características físicas bastante exageradas – e isso ajuda a acentuar os momentos de alegria e tristeza – e um tanto sinistras, como sempre foi costumeiro na carreira do diretor.

O tratamento sutil que dão a temáticas pesadas como a morte ou mesmo a questão de como a ciência ainda é julgada como uma ‘falsa verdade’ por alguns, mostram que os roteiristas Burton, Leonard Ripps e John August preferiram a densidade que, por vezes, passa longe dos olhos infantis, ao invés de ficarem na mesma obviedade de sempre.

Victor adora passar o tempo trancafiado em seu quarto fazendo certos experimentos juntamente com seu fiel cachorro Sparky. Mas o animal é atropelado e perde a vida, então numa aula do professor Rzykruski, ele se dá conta de que pode ressuscitar Sparky. Tudo vai bem, até alguns de seus companheiros de escola ficarem sabendo e sairem espalhando a notícia para todos.

Fui assistí-lo sem grandes expectativas, mas a minha surpresa foi saber que mesmo reutilizando temas corriqueiros de sua carreira, o diretor ganhou fôlego novo. Pode sair da noite do Oscar com as mãos vazias, pois concorre com os pesos pesados da Disney/Pixar (‘Detona Ralph’ e ‘Valente), mas vale ser visto e revisto por todo fã de cinema.

Título Original: Frankenweenie
Ano Lançamento: 2012 (Estados Unidos)
Dir: Tim Burton
Vozes: Winona Ryder, Catherine O’Hara, Conchata Ferrell, Martin Short, Martin Landau, Tom Kenny, Atticus Shaffer

ORÇAMENTO: 39 Milhões Dólares
NOTA: 8,0

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas