You are here:  / Cobertura de Eventos / Críticas / Destaque / Especial CP / Mostra / FESTICINI | Último Final de Semana

FESTICINI | Último Final de Semana

O Cinema e Pipoca esteve presente no último final de semana de exibição do Festicini – Festival de Cinema Independente, que acontece em Sumaré até o dia 30 de setembro. Foram exibidos curtas que concorrem na Mostra Competitiva e outros da Mostra Paralela. Além disso, batemos um papo com os organizadores do evento Wilson Roque Basso e Carlos Braga, que falaram sobre as diferenças desta edição para a primeira.

FESTICINI – MOSTRA PARALELA

FISH
Carregado de excelente química entre os atores principais, ‘Fish’ tem uma ideia tão simples, que chega a ser difícil acreditar no que o diretor Saman Hosseinpuor conseguiu fazer. Os personagens são caricatos ao extremo e o desfecho é um sopro de originalidade.

SOBRE NÓS
O diretor Miguel Moura fala sobre perda e reencontros, neste curta metragem um pouco arrastado, mas corajoso, principalmente em seu desfecho. O apartamento em si, transforma-se também em um ambiente opressor para os personagens centrais e até o espectador fica incomodado com a situação.

VÉSPERA
Poderia estar na Mostra Competitiva, tamanha docilidade e desespero da protagonista, que se prepara para uma ocasião importante em sua vida. Mescla muito bem humor ácido e drama cortante, sem contar que Sandra Emília Costa entrega-se de corpo e alma ao papel. Vale cada segundo.

FESTICINI – MOSTRA COMPETITIVA

FANTASTIC

Mescle um roteiro que fale sobre viagem no tempo e toda a qualidade dos argentinos em fazer cinema e você terá ‘Fantastic’. Indicado a Melhor Montagem, o filme brinca com estereótipos do gênero e tem diálogos que deixarão os fãs com aquele sorriso de satisfação no rosto.

XAVIER
Os organizadores do Festicini acertaram a mão, principalmente por conta da docilidade de certos filmes. ‘Xavier’ fala sobre as descobertas de um garotinho de 11 anos, a aceitação de seu pai e tudo isso envolto nas batidas compassada de uma bateria. Por fim, o “eu te amo” completa aquele pequeno universo com perfeição.

TITAN
Talvez o melhor curta visto pelo Cinema e Pipoca, tem em sua fotografia uma beleza que não fica devendo em nada para os maiores scifi de Hollywood. Um homem que está à procura de vida orgânica, é abandonado em uma das luas de Saturno pelos tripulantes de sua nave e terá pouco tempo de vida. Fiquem atentos ao nome Álvaro Gonzáles, este vai longe.

NO CAMINHO DOS PÉS
Sem desferir uma palavra, a diretor Stefania Vasconcellos molda o perfil simples de um trabalhador brasileiro, que sonha com dias melhores para seu principal meio de locomoção, ou seja, seus pés.

TEM ALGUÉM FELIZ EM ALGUM LUGAR
Quem estava feliz no dia em que o Brasil perdeu de 7 a 1 para a Alemanha na Copa do Mundo? O diretor Álvaro Furloni prova que ninguém, mas nem todos pelo mesmo motivo e nem todos pela mesma paixão. Grande trabalho do ator Flávio Fonseca.

REVERSO
Seria um dos melhores projetos exibidos no Festicini, mas seus atores deixam a desejar por conta de atuações pouco convincentes. A montagem é um primor e faz o espectador voltar dos créditos finais até o meio do filme para entender o desenrolar do roteiro. Faltou pouco para não se tornar uma pequena grande obra.

BENETT
É um documentário que entrevista apenas uma pessoa, ou seja, o próprio Benett. Isso pode incomodar alguns, mas o chargista é tão excêntrico que o espectador não verá os minutos passarem. O enfoque maior é na sua trajetória e na criação de seus diversos personagens, com pequenos momentos em que abre o coração para falar de como o desenho ajudou em seu dia a dia.

TIGRE TIGRE
Felipe de Amorim cria uma alegoria sobre o dia a dia e sobre a reação das pessoas para determinadas questões de maneira lúdica e engraçada. Merece a indicação a Melhor Roteiro Original.

EL ESCAPE
Filme em stop-motion com pessoas reais, tem cores vibrantes, um figurino de encher os olhos e uma movimentação quase surreal dos personagens. Aqui, um prisioneiro tenta escapar de uma fábrica clandestina, antes que seja esquartejado e vendido como carne de porco processada.

WUT
O diretor espanhol Sergi Marti Maltas prova por ‘A mais B’ que, às vezes, os animais conseguem ter mais noção e sentimento do que os humanos. A expressividade do cão e a beleza na troca de olhares dele com a garotinha é fascinante e é outro forte candidato a faturar o prêmio de Melhor Curta de Ficção.

COMPOSTO
Diversos catadores que trabalham em um lixão contam suas vidas, suas alegrias e tristezas para o documentarista Severino Neto. O diretor utiliza a fotografia em preto e branco em quase todos os frames, colocando cor apenas nas poucas folhagens que ainda restam naquele local desumano. Preciso e direto ao ponto.

TRÊS DENTES DE OURO
Mistério e terror, estes são os dois principais artifícios utilizados por Diego Iara para compor o roteiro de ‘Três Dentes de Ouro’, que mescla fábula e realidade para trazer a história de Domitila, uma garota que vive com os pais adotivos que estão envoltos em segredos. Destaque para a boa edição de som.

ADAPTATION
Poderoso drama polonês que fala sobre perdas e feridas expostas. A entrega de cada ator é louvável e a tristeza na cena em que a matriarca se desentende com o único filho é enervante. Indicado na categoria Melhor Roteiro Original.

Entrevista com os organizadores do evento:

Confira a entrevista de Dani Suzuki, que concorre no FESTICINI

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas