You are here:  / Críticas / ENROLADOS

ENROLADOS

adorocinema.com

 

Desde que assistimos nossa primeira animação dos Estúdios Disney, percebemos que existem regras básicas por lá. Portanto, as protagonistas sempre são afinadíssimas e preparadas para soltar a voz, assim como os personagens secundários que são meio bobos e criados para levar alívio cômico quando o roteiro vai de encontro ao drama. Foi assim em ‘A Bela e a Fera, ‘Branca de Neve e os 7 Anões’ e nesta tentativa de atualizar o clássico de Rapunzel.

Na primeira fala já há certo incômodo ao percebermos que a dublagem nacional para o príncipe em questão é de Luciano Huck. Se até a Dreamworks acabou esgotando suas piadinhas sobre os contos de fadas ‘politicamente incorretos’ em ‘Shrek’, essa iniciativa do estúdio de Mickey e Cia sai pela culatra, mesmo com uma ou outra sacada bacana (como o fato de Rapunzel ser uma adolescente em conflito consigo mesma ou a bela mudança de como a garota teria sido raptada pelo terrível madrasta).

Os diretores Byron Howard e Nathan Greno exageram nas músicas, cansam o espectador e provam que a Disney sem a Pixar fica devendo por esse tipo de ‘padronização’ que nunca é bom. Se nem Rapunzel, nem o príncipe tem força suficiente para ganhar a nossa empatia, nos contentamos com o camaleão e o cavalo e suas peripécias.

Quando era bebê, Rapunzel, a princesa de um palácio, foi raptada e trancafiada numa torre muito alta. Sua raptora descobriu que, ao cantar uma canção e tocar nos longos cabelos da jovem, ela rejuvenesce. Ao completar 18 anos, um ladrão fugitivo sobe na torre e a convence a descer de lá e conhecer o mundo. Ao descobrir a traição, a madrasta corre para recuperar seu valioso tesouro.

No fim, a lição de moral dada por Rapunz , na vilã e o clichê de salvar o amado com as lágrimas que caem em seu rosto me fazem, novamente, sentir saudade de criações tão maravilhosas como ‘Wall-E’, Sr. Fredericksen e até mesmo Relâmpago McQueen. ‘Enrolados’, como filme infantil pode até agradar, mas como uma nova visão para as princesas, fica bem abaixo do esperado.

Título Original: Tangled
Ano Lançamento: 2010 (EUA)
Dir: Byron Howard e Nathan Greno
Vozes: Mandy Moore, Matthew Gray Gubler, David Schwimmer, Zachary Levi, Grey DeLisle, Carolyn Lawrence, Peter Sallis

ORÇAMENTO: 150 Milhões de Dólares


PERGUNTA PARA O INTERNAUTA:

 

*O que você achou de ENROLADOS ?
*O que você acha das atuais animações da Disney, sem a Pixar?

Comente via Facebook

Comentários

6 COMMENTS

  • Me diverti muito com esse filme. Apesar de não ser tão maravilhosa quanto clássicos da Disney como "A bela e a fera" e "Branca de neve", é um ótimo entretenimento para a garotada (e para os adultos também, por que não?).

    Abs, Barbara.

  • Todo mundo vem falando diversas coisas sobre o filme, como dublagem, enredo, músicas e etc.
    Fui assistir o filme esperando uma coisa, e realmente, o filme atingiu essas expectativas sim! Mesmo com o fato do Luciano Huck fazendo a dublagem, acho que não ficou tão terrível assim, só não casou muito com o personagem, mas afinal, ele é um simples ladrão bobo, e não um príncipe encantado como o Felipe da Bela Adormecida, e isso até ficou legal, por não ser aquela voz de locutor de rádio XD
    E a história também gostei muito, pois fugiu daquele certo clichê de filmes de princesa toda delicada e mimimi, assim como no "A Princesa e o Sapo", ambos foram feitos para agradar no quesito de romance, e no de comédia também, mas dando uma inovada no conto original. Até mesmo a ação do filme e as lutas eu achei que ficaram bem legais.
    Na minha opinião a Disney conseguiu se virar muito bem sem a Pixar, mas ainda assim sou fã dessa parceria perfeita *-*
    É claro, não fogem das já características cenas, como as canções e a bendita lágrima que revive pessoas, mas ainda assim o filme ficou espetacular!
    [Obs: Desculpa pelo comentário imenso, me empolguei XD]

  • Gostei muito do filma, não achei que ficou devendo nada, várias outras pessoas com quem falei gostaram do filme, mas como se diz, gosto é gosto, é difícil agradar todos….

  • Mas a Pixar é parte da WDC, agora que Steve Jobs é o maior acionista, por isso o nome da Pixar não aparece.

  • gostei muito do filme!
    concordo que a voz nao casou com o personagem, mas pra mim foi o unico ponto negativo!
    me diverti e achei muito bonitinho hahaha

    beeeijos

  • Acho que você precisa informar-se melhor sobre a Pixar. A pixar foi vendida a Disney por USD$ 7,4bi revertidos em ações da disney fazendo S.Jobs o maior acionista individual da empresa. Sou contra as celebridades narrando, porém a produção do filme, na minha opinião, é ótima.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas