You are here:  / Críticas / Trailers / Creed II é melhor que o primeiro?

Creed II é melhor que o primeiro?

Ryan Coogler e Michael B. Jordan revigoraram a franquia de Rocky Balboa de uma forma extremamente inesperada e neste ano de 2019 chega a continuação de Creed – Nascido para Lutar e a questão que se passa na cabeça de todo o fã é a seguinte: Creed II é melhor que o primeiro?

Vamos começar dizendo que existem diversos pontos positivos por aqui, como um melhor desenvolvimento da personagem de Tessa Thompson e uma química perfeita entre Adonis e Bianca, sem contar a questão dramática (principalmente no terceiro ato, que me fez chorar muito!) e as aparições pontuais de Balboa, como se ele estivesse passando o bastão, definitivamente, para seu pupilo.

Mas o diretor Steven Caple Jr. não é Coogler e mesmo que o espectador sinta o impacto dos golpes e o peso das lutas, as coreografias não são tão inspiradas e a câmera não tem tanta fluidez. O retorno de Ivan Drago também poderia ser a cereja do bolo, mas seu diálogo com Rocky é pouco inspirado e lotado de cortes desnecessários que diminuem aquele momento histórico para a saga.

Creed II é melhor que o primeiro?

Pôster do filme

Por tudo isso, este é um filme que fala sobre gerações (e há um take lindíssimo que exemplifica bem tudo isso), expectativas que os pais colocam em cima de seus filhos, maturidade e legado. E só por isso já vale a ida ao cinema mais próximo!

Sinopse de Creed II

Adonis agora é pai de família, campeão mundial de boxe e dono de uma carreira invejável. Mas surge em seu caminho Ivan Drago, o lutador que matou seu pai, que deseja uma revanche, usando seu filho Viktor para isso. Agora, os dois subirão no ringue para uma verdadeira guerra!

Título Original: Creed II
Ano Lançamento:
2018 (Brasil)
Dir:
Steven Caple Jr.
Elenco: 
Michael B. Jordan, Sylvester Stallone, Tessa Thompson, Wood Harris, Phylicia Rashad, Dolph Lundgren, Florian Munteanu

ORÇAMENTO: 50 Milhões de Reais
NOTA: 7,5

 Confira também um dos nossos vídeos do Canal Cinema e Pipoca

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Board Games