You are here:  / Críticas / COMO TREINAR O SEU DRAGÃO

COMO TREINAR O SEU DRAGÃO

porraman.com

 

Após tantas e tantas tentativas, a Dreamworks, principal concorrente da Pixar, chega muito próximo ao nível de excelência de ‘Up – Altas Aventuras’, ‘Wall-E’ e companhia com ‘Como Treinar seu Dragão’. A animação é lotada de alma, personalidade, leveza e simpatia, coisas que faltaram em ‘Kung Fu Panda’, ‘Madagascar 2’ e ‘Monstros vs. Alienigenas’, só para citar alguns.

A computação gráfica chega a um nível sublime e ao tratar de um tema muito recorrente na sétima arte com sutileza – Soluço é jogado contra seu povo após perceber que tudo o que havia aprendido era mentira –, conseguem driblar os clichês e fazer deste, o início de uma franquia bastante promissora. O fato é que o longa dirigido por Dean Deblois e Chris Sanders é bem mais maduro do que a maioria absoluta das animações atuais e é legal ter a sensação de perigo constante e eminente.

As sequências de guerra são de tirar o fôlego, assim como é emocionante ver todo o cuidado que tiveram na hora de juntar Soluço e o dragão para não parecerem piegas ou ‘infantulóide’ demais. Apesar dos garotos da mesma idade que treinam com ele não terem tanta personalidade, são os adultos e suas escolhas, por vezes errôneas e cegas, que fazem a grande diferença por aqui.

Soluço é um viking adolescente, medroso e magrelo, que não tem o dom milenar de seus antepassados: matar dragões. Após capturar, meio sem querer, um dragão, acaba criando uma empatia imediata com ele e o ajuda a se curar dos ferimentos, assim como o dragão o ajuda a entender como lidar com essas feras. Ao ir muito bem nos treinamentos, acaba despertando a curiosidade de seus amigos e a aventura começa.

Ao mostrar uma família sem diálogo, como ocorre com Soluço e seu pai ou as batalhas ferozes que jamais seriam mostradas pela Disney daquela forma, a Dreamworks volta a ganhar terreno no gênero – coisa que não acontecia desde ‘Shrek 2’. Seria o vencedor absoluto do Oscar de Melhor Animação, caso não houvesse uma certa Pixar e um certo Woody no caminho deles.

Título Original: How to Train Your Dragon
Ano Lançamento: 2010 (EUA)
Dir: Dean DeBlois e Chris Sanders
Vozes: Jay Baruchel, Gerard Butler, Craig Ferguson, America Ferrera, Jonah Hill, Christopher Mintz-Plasse

ORÇAMENTO: —


PERGUNTA PARA O INTERNAUTA:
* O que você achou de COMO TREINAR O SEU DRAGÃO ?
* Qual a melhor empresa no gênero da animação para você: Pixar ou Dreamworks ?


INDICAÇÕES AO OSCAR 2011:
Melhor Animação e Trilha Sonora Original. Outro que provavelmente sairá de mãos abanando.

Comente via Facebook

Comentários

2 COMMENTS

  • eu gostei do filme, achei muito bonito a maneira que trataram a questão de deficiência do animal e a amizade entre os dois. Uma graça o filme, e lá vem o segundo pra nos divertir.

  • Concordo muito contigo.É um filme divertido e muito agradável de assistir, como eu não via há muito na DreamWorks, mas Pixar é a Pixar e enquanto seus idealizadores estiverem vivos, não tem quem ganhe em excelencia de animação + história.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas