You are here:  / Críticas / Cidade de Deus, o melhor filme brasileiro de todos os tempos

Cidade de Deus, o melhor filme brasileiro de todos os tempos

Cidade de DeusA completa decadência do cinema nacional ocorreu tão rapidamente e sem aviso prévio que “ressuscitá-lo” cem por cento é tarefa árdua (houve evolução, mas estamos longe do ideal). Parte desse passo adiante deve-se ao sucesso estrondoso de Cidade de Deus, uma produção que fez o espectador sair de casa e comprar o ingresso para ver Dadinho e companhia.

O projeto fincou nomes como Fernando Meirelles (O Jardineiro Fiel) ou o diretor de montagem Daniel Rezende em projetos mundo afora.

Da fotografia de César Charlone, (que na primeira parte usa uma iluminação quase ofuscante, para logo depois a escurecer, seguindo o tom bastante decadente do período) a montagem (entrelaçado em flashbacks), tudo foi milimetricamente calculado, resultando num projeto perfeito.

No meio das intrincadas relações entre os “donos das bocas”, há espaço para sequências descontraídas (é impagável ver Dadinho pedindo para dançar com a garota) e para trilha sonora competente de Antônio Pinto e Ed Côrtes.

Cidade de Deus teve quatro indicações ao Oscar (Diretor, Roteiro Adaptado, Montagem e Fotografia) e belíssimas críticas, provando que nossos produtos estão amadurecendo e aparecendo.

NOTA: 10,0
ORÇAMENTO: 3 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca