You are here:  / Games / Children of Morta, game indie

Children of Morta, game indie

Olá seres que tem sua família sendo ameaçada por uma magia antiga chamada de corrupção da internet, tudo bem com vocês? Eu não podia imaginar que um jogo conseguiria me trazer tanta satisfação e mais… me deixar curioso e receoso por cuidar de cada membro da família Bergson.

A primeira vez que ouvi falar de Children of Morta foi em uma apresentação da Microsoft e naquele momento já fiquei apaixonado pela arte pixelizada do jogo, pela paixão que os desenvolvedores da Dead Mage colocaram em cada movimento dos personagens, desenhados primorosamente e, principalmente, na história.

Children of Morta: o jogo que me apaixonei

Children of Morta é um Roguelike (estilo de jogo onde você explora mapas e têm itens e personagens evoluindo continuamente) que te inspira a continuar entendendo cada personagem e lutando pela causa deles.

Na história você acompanha a família Bergson, que mora em meio a uma floresta ameaçada por forças malignas (aqui chamadas de corrupção). Isso obriga os membros da família a se reunirem e tentarem sobreviver nas cavernas e em outros cenários, além de colherem itens e pergaminhos para acabarem com essa influência do mal.

Children of Morta

Imagem de Children of Morta

O jogo segue um esquema narrativo imersivo que faz com que sua empatia pela história seja imediata, do primeiro momento que o pai da família parte para socorrer outro parente até o final, triste mas recompensador.

Você irá jogar com 6 membros da família, todos com seu gameplay exclusivo e suas características diferenciadas para enfrentar cada Quest ou missão e, no meio dessa batalha conhecemos a fundo cada uma das dificuldades e evoluções do sexteto, como por exemplo, a mãe grávida super protetora que não quer seus filhos na luta, mas sabe que se não forem tudo estará perdido; ou o tio ferreiro que acredita em um amor antigo e ainda tem esperanças que a amada volte.

Ai Morri, Morri… Morri

Não pense que seu progresso será simples no jogo, pois cada investida no mapa te incita a explorar mais e mais e as batalhas no estilo Diablo com visão isométrica (por cima do personagem) ajuda muito na exploração e nos combates com milhares de criaturinhas e chefes absurdos.

A morte faz parte da evolução, afinal os itens coletados que armazenar serão utilizados para evoluir tanto o personagem escolhido como os atributos que afetam a família toda… ah, sem contar que o desafio aumenta conforme suas habilidades.

Tudo muito bem pensado e elaborado pra curtir e se emocionar com esta obra indie. Espero que tenham gostado um abraço Moreno e até a semana que vem.

Big Boy Games

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca