You are here:  / Críticas / BOLEIROS – ERA UMA VEZ O FUTEBOL…

BOLEIROS – ERA UMA VEZ O FUTEBOL…

guilhermefreitas.zip.netTalvez o momento mais difícil na carreira de um profissional de futebol seja a despedida dos gramados, pois como é citado em ‘Boleiros – Era uma Vez o Futebol’ “ou você continua no ramo, ou vai ficar ‘coçando’ o resto da vida”. Neste mundo globalizado, poucos jogadores tem vínculo verdadeiro nos clubes, principalmente porque, quando se abre as negociações na Europa, jovens promessas são vendidas em profusão, como mercadoria numa prateleira.

Portanto, Ugo Giorgetti (‘Sábado’) resgata essa nostalgia, essa paixão, essa tendência de que todo garotinho – muitas vezes por influência do pai – sonha em se profissionalizar. Os 98 minutos são divididos em seis histórias contadas por ex-atletas, que se reúnem num bar com a cervejinha e os aperitivos. Quer algo mais brasileiro?

1ª História: um juiz corrupto acaba se vendendo e ajuda o time a não ser rebaixado.
2ª História: técnico descobre um garoto com potencial para se transformar em craque, mas as más influências o atrapalham.
3ª História: jornalista quer entrevistar o campeão do mundo Paulinho Majestade, que colocou seus troféus e medalhas à venda.
4ª História: jogador contundido vai ao Pai de Santo (pois o tratamento médico é muito demorado), para se curar das dores e ajudar o Corinthians num clássico.
5ª História: atleta negro é confundido com bandido, mesmo após ter aparecido nas emissoras nacionais.
6ª História: na noite de concentração, o ídolo do Palmeiras leva uma mulher para o quarto depois de enganar o técnico.

Em certos “causos” falta naturalidade aos protagonistas, mas Otávio Augusto, Rogério Cardoso e Flávio Migliaccio encabeçam o elenco principal de maneira delicada. Um deles comenta emocionado: “às vezes, olho para minhas fotos e não acredito que sou eu. Hoje já não tenho cérebro, braços e pernas para jogar”. E é aí onde mora a essência do verdadeiro boleiro, em sua paixão e fidelidade pelas “quatro linhas” e isso jamais irá se acabar, independente do tempo ou da idade.

NOTA: 8,0
ORÇAMENTO: —

Comente via Facebook

Comentários

5 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca