You are here:  / Críticas / A.I. – Inteligência Artificial, o sonho de Kubrick nas telonas

A.I. – Inteligência Artificial, o sonho de Kubrick nas telonas

Hollywood tem tanta confiança em Steven Spielberg que dá sinal verde para a maioria quase absoluta dos seus projetos. A.I. – Inteligência Artificial, ficção científica regada a muito drama, teve A.I. - Inteligência Artificialum orçamento robusto, apesar de não ser um blockbuster de fácil apreciação. Tal projeto era o sonho antigo do conhecido diretor Stanley Kubrick, que faleceu após as filmagens de De Olhos Bem Fechados em 1999, e não pode acompanhar  a finalização do projeto.

A grande revelação Haley Joel Osment (O 6º Sentido), drena para si toda força dos diálogos, deixando os coadjuvantes como simples fantoches de sua gigantesca capacidade interpretativa e Jude Law (Um Beijo Roubado) traz um tom levemente cômico como um robô que é uma espécie de garoto de programa.

No terço final o diretor se alonga demasiadamente e quase se perde no meio de um punhado de referências discutíveis (na realidade, presta uma homenagem ao amigo falecido, por isso há erros ou exageros em certos momentos específicos). Ainda assim, o ponto principal, que é discutir até onde as máquinas poderão nos substituir fica intacto.

A fotografia muito clara – lembrando bastante a usada em Minority Report – A Nova Lei – é bem utilizada e John Williams compõe uma trilha sonora magistral, como de costume. Uma ficção adulta e que rende muitas discussões e teorias.

NOTA: 8,0
ORÇAMENTO: —

Comente via Facebook

Comentários

2 COMMENTS

  • Concordo com muitas coisas. Haley Joel Osment está perfeito, Jude Law é ótimo e Spielberg é um excelente diretor de atores mirins. O que estraga AI é o final. Até certo momento o filme é ótimo. Mas depois do “descongelamento” (deixemos assim para não estragar surpresas), AI só desce. Uma pena. Parabéns pelo Blog.

  • Bom, axei q o “descongelamento” só melhorou o desfecho, pois o drama fica ainda mais intenso e dinâmico. Vlw pelo comentário

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca