You are here:  / Críticas / A MÚMIA – TUMBA DO IMPERADOR DRAGÃO

A MÚMIA – TUMBA DO IMPERADOR DRAGÃO

www.adorocinema.com.brA crise econômica afetou praticamente todos países, as bolsas de valores nunca se estabilizam, deixando os economistas atordoados com tais oscilações. Perceber que Hollywood passa por uma crise parecida com esta citada acima, deixa as coisas um tanto engraçadas: é a crise da criatividade.

Quando ‘A Múmia’ estreou nos cinemas, foi uma surpresa imensa tê-la como sucesso da vez, já que ninguém apostava em Brenda Fraser (‘Crash – No Limite’) para protagonizar grandes franquias. Mas a aventura família, com altas doses de bons efeitos especiais e humor na medida, rendeu milhões aos cofres da produtora.

‘O Retorno da Múmia’ trouxe The Rock como Escorpião Rei e terminou como um resumo mal feito de tudo o que havia dado certo no anterior. Errou nos diálogos, nas piadinhas toscas e até Fraser estava nitidamente perdido.

Chegamos nos tempos atuais e consequentemente em ‘A Múmia – A Tumba do Imperador Dragão’, que pode ser comparado ao episódio anterior, pois Rob Cohen (‘Stealth – Ameaça Invisível’) nos trata como marionetes sedentas por computações gráficas e ação mal coreografada.

Maria Bello (‘Escuridão’) substitui Weisz pessimamente, Luke Ford está irritante como filho do casal e nem compensaria citar a aparição rápida e constrangedora dos Pés Grandes e de Jet Li como o Imperador do título. Da próxima vez, iremos ao cinema e torceremos para os vilões.

NOTA: 4,0

ORÇAMENTO: 175 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

1 COMMENT

  • To de pleno acordo sobre o terceiro filme, mas eu adorei o segundo.A cara de Maria Bello é mais velha, feia e americana do que a de Rachel Weisz.Já te listei no meu blog.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas