You are here:  / Críticas / A MONTANHA DOS SETE ABUTRES

A MONTANHA DOS SETE ABUTRES

filmesclassicoseinesqueciveis.blogspot.com

 

“Más notícias, são as que mais vendem”. Numa época em que o diploma de jornalismo não é obrigatório, essa excepcional frase do protagonista Charles ‘Chuck’ Tatum serve, e muito, para diversos profissionais dessa área, que se mantém na ativa pelo simples fato de usarem o sensacionalismo para gerar audiência e, infelizmente, inúmeros espectadores compram essa ideia diariamente.

Mesmo após 59 anos desde sua estréia nas telonas, ‘A Montanha dos Sete Abutres’ continua tão visceral e verdadeiro que choca e enoja, tendo na interpretação de Kirk Douglas (‘Spartacus’) e no roteiro perfeito de Billy Wilder, que também dirige o longa a grande força motriz nesses 111 minutos.

A frieza não só do jornalista, mas das pessoas que só se preocupam com a própria curiosidade mórbida, é outro ponto muito atual e que, provavelmente, jamais sairá do inconsciente humano. Fora isso, é uma aula de como se criar uma matéria jornalística que fica impregnada na cabeça do leitor, até porque Chuck vai até o limite e não respeita ninguém, pois o intuito é redigir boas matérias e ser promovido.

Tatum é repórter e consegue um emprego num jornal pequeno do Novo México, onde o trabalho é bastante monótono e entediante. Num dia qualquer, encontra um mineiro preso numa montanha e ao prolongar a permanência do homem, ganha fama momentânea e a possibilidade de crescer na carreira.

A tomada de cima da montanha é o ápice de Wilder, um diretor respeitado e talentoso – pena que Hollywood não tenha mais coragem para bancar produções como essa, pois tudo foi monopolizado, e bater de frente com o sistema é trabalho para a minoria. ‘A Montanha dos Sete Abutres’ é uma obra prima, pouco contemplada nos dias atuais, mas fica a dica para que alguma distribuidora compre os direitos e lance uma versão nacional em DVD/BluRay. Os cinéfilos vão agradecer!

Título Original: Ace in the Hol
Ano Lançamento: 1951 (EUA)
Dir: Billy Wilder
Elenco: Kirk Douglas, Porter Hall, Jan Sterling, Robert Arthur, Frank Cady, Richard Benedict

ORÇAMENTO: 1,8 Milhão de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca