You are here:  / Críticas / A HORA DO PESADELO

A HORA DO PESADELO

cyberfilme.org

Existe uma diferença enorme entre um remake que traz para o público mais novo algo relevante e aquele que quer apenas faturar em cima de figuras relevantes para a cultura pop. Quando Wes Craven filmou o terror ‘A Hora do Pesadelo’ em 1984, a juventude tinha outra mentalidade e ainda se assustava nos cinemas (principalmente com um monstro deformado que aterroriza suas vítimas no momento em que estão mais indefesas: o sono).

Então, chega 2010 e o inexpressivo e pouco talentoso Samuel Bayer pega a direção, remodelando Freddy Krueger – a maquiagem dele é de fazer gargalhar – e tornando-o um chato, conseguindo a proeza de ser mais irritante do que as loiras gostosas e sem talento que estão lá somente para serem mortas. Na tentativa de ganhar os adeptos da cine-série ‘Premonição’, por exemplo, o roteiro traz um bando de riquinhos entediados e litros de sangue para ninguém botar defeito.

Se Jackie Earle Haley fez um trabalho excepcional em ‘Watchman’, aqui é a caricatura de um ícone oitentista, tão defasado quanto outros personagens daquela época. De bom mesmo só o pouco tempo de duração, pois se fosse 10 minutos maior eu, com certeza, dormiria (irônico não!) e deixaria Freddy ‘falando sozinho’.

Um grupo de adolescentes começa a sonhar que estão sendo perseguidos por um sujeito desfigurado que quer matá-los a qualquer custo e percebem que estes pesadelos se transformam em realidade. Então, buscam uma forma de se defenderem, até descobrirem porque são as vítimas, mas terão que ser rápidos, para não acabarem nas garras do vilão.

A cena final, onde descobrem como matá-lo é horrorosa, juntamente com a patética ponta para a sequência, merecem ir para o limbo eterno. Assim como ‘Fúria de Titãs’, ‘A Hora do Pesadelo’ não deveria existir, mas sim, ficar apenas na mente e nos sonhos (com o perdão do trocadilho) dos mais nostálgicos.

Título Original: A Nightmare on Elm Street
Ano Lançamento: 2010 (EUA)
Dir: Samuel Bayer
Elenco: Jackie Earle Haley, Kyle Gallner, Rooney Mara, Katie Cassidy, Thomas Dekker, Kellan Lutz

ORÇAMENTO: 27 Milhões de Dólares

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Pipocast

Séries

Entrevistas