You are here:  / Entrevistas / Top CP / Vídeos / 7 curiosidades sobre A Princesa de Elymia

7 curiosidades sobre A Princesa de Elymia

No próximo dia 10 de outubro o primeiro longa metragem em animação feito na Paraíba irá estrear em vários estados brasileiros, dentre eles São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Rio Grande do Sul. E além de um vídeo com as 7 curiosidades sobre A Princesa de Elymia, traremos uma entrevista com o diretor Sílvio Toledo, que, dentre outras coisas, falou que o nome Elymia “foi sugestão de um escritor, filho de um grande amigo meu, para nomear o que antes apenas nomeávamos “Reino Encantado”. Elymia pareceu um nome que representava bem o mundo fantástico.”

Sem maiores delongas, confira aí o vídeo com as curiosidades:

E agora o bate papo com o diretor Sílvio Toledo:

Cinema e Pipoca: Como surgiu a ideia para A Princesa de Elymia?

Silvio Toledo: Desde adolescente eu me encantava com os filmes de animação e decidi que um dia faria um. Minha esposa , quando ainda era minha namorada , escreveu um conto de fantasia que eu queria transformar num curta, mas ao longo dos anos, a história foi crescendo e virou um longa. Tudo que eu gostava nos filmes de animação eu coloquei lá, incluindo os monstros e dragões.

Cinema e Pipoca: Por ser a primeira animação em longa metragem realizada na Paraíba, vocês devem ter passado por algumas dificuldades até a finalização do projeto, correto? Quais foram as principais?

Silvio Toledo: Ninguém acreditava que fosse possível, nem mesmo a própria equipe. O tempo inteiro tendo que matar um leão (o de quatro olhos é bonzinho e faz parte do nosso logo) . Alguns não levavam a sério o próprio trabalho, outros desistiram. Houve até quem deletou o trabalho de anos da equipe e nós recuperamos com o tempo. Houve atrasos nos pagamentos que gerou problemas financeiros graves. Não é todo mundo que aguenta tantas emoções.

Cinema e Pipoca: Como foi o processo para criação deste universo fantástico e quanto tempo demorou para tirá-lo do papel?

Silvio Toledo: Demorou uns 10 anos. Fiz centenas de desenhos, comecei a fazer com recursos próprios por uns 5 anos e apenas 5 anos depois consegui financiamento da ANCINE e FINEP para contratar uma equipe permanente. Eu costumava reunir num personagem tudo o que eu gostava, por isso temos personagens com muitas asas, monstros que são híbridos de diversos seres e animais.

Cinema e Pipoca: Houveram influências de outras obras para a composição de A Princesa de Elymia? Se sim, quais?

Silvio Toledo: Sim. Da maioria das animações dos anos 80 como Thundercats, He-Man, Caverna do Dragão e também tem influências de Senhor dos Anéis e dos filmes Disney.

7 curiosidades sobre A Princesa de Elymia

Cinema e Pipoca: A trilha sonora, ao menos no trailer, é bastante marcante. O processo para escolha e composição das músicas ocorreu lado a lado ao desenvolvimento da parte gráfica?

Silvio Toledo: Sim, a música foi sendo construída junto com as imagens e também levou um tempo. Algumas das letras refletem os momentos de luta, tristezas e alegrias pelos quais passávamos enquanto produzíamos o filme, e falam da nossa intenção de vencer, de ir até o fim e mudar o que não nos favorece, talvez por isso elas tenham profundidade.

Cinema e Pipoca: A produção foi iniciada em 2013 e teve um orçamento 375 vezes menor que o de Moana, por exemplo. Se tivessem o mesmo orçamento, acha que demorariam quanto tempo para finaliza-lo?

Silvio Toledo: Teríamos terminado uns anos antes e ainda teríamos um refinamento visual muito mais preciso. Infelizmente isto está fora da nossa realidade, por enquanto. Nós fizemos o melhor possível com o que tínhamos… realmente trabalhamos duro. Vamos perder feio em qualidade técnica para uma produção Disney, mas de modo algum em conteúdo. Quem assistir ao filme vai encontra uma mensagem de esperança lá e se responsabilizar em semeá-la também.

 

Cinema e Pipoca: Hoje em dia muitos projetos são multimidiáticos. Acha que A Princesa de Elymia pode ganhar HQs, seriados, webserie e etc.?

Silvio Toledo: Estava nos planos, mas com o passar dos anos o Brasil começou a valorizar-se menos. Lembro que nos anos 80 as pessoas vibravam demais com iniciativas deste tipo, hoje, as pessoas só valorizam o que vem de fora e que lhes é imposto, tem preguiça de pensar com o próprio cérebro, vejo uma sociedade se deteriorando e as pessoas sendo conduzidas de um lado a outro como gado. Não sei se teríamos receptividade porque nossa produção é independente e não temos poder de mídia. O projeto teria que fazer um grande barulho mundial, o que, neste momento, é difícil.

7 curiosidades sobre A Princesa de Elymia

Cinema e Pipoca: Com a Ancine sofrendo este processo de quase “sucateamento” e muita censura pelas mãos do governo, o que você espera do cinema nacional daqui para a frente?

Silvio Toledo: O Brasil está sendo sabotado em todas as áreas e acontece também no cinema justamente quando essa indústria estava em crescimento considerável. Nosso próprio governo criando leis para entregar o cinema ao controle das multinacionais e cortando apoio às produções locais, mesmo quando há muito dinheiro em caixa que só pode ser usado para apoiar o cinema nacional. Temos riqueza para financiar empregos que estão sendo retidas. O próprio brasileiro caindo na armadilha e achando que o bom é ter filme americano de qualidade nos nossos cinemas e TVs e que filme nacional não presta. Os filmes estrangeiros que são incríveis, perfeitos e divertem, também nos ensinam a ser escravos.

Muita gente ainda não consegue enxergar, mas as gerações futuras terão vergonha, muita, muuuuiiittaaa vergonha, do que permitimos que acontecesse ao Brasil neste período. Teremos um retrocesso, talvez irreversível, nos próximos anos, mas a arte sobrevive em tempos ruins ou bons, é como a tuberculose que inspirava os poetas. Nada cala um poeta, nada cala um artista. Nem mesmo a morte do artista apaga a obra.

O povo brasileiro é culpado por permitir, a história precisa ser lembrada pra que os erros não sejam repetidos. Nós precisamos de educação e acima de tudo humanidade. Não somos um povo de esquerda ou de direita, somos um povo que tem dois braços que precisam trabalhar juntos. Se sua perna direita e esquerda começarem a se chutar, quem ganha com isso? Quem anda? Não somos inimigos uns dos outros, o inimigo está por cima, dando risadas enquanto se apodera de nossas riquezas e nos faz escravos.

Cinema e Pipoca: Existem outros projetos que está trabalhando e que poderia nos contar um pouco a respeito?

Silvio Toledo: Ainda este ano vamos iniciar um novo projeto de animação baseado no livreto de cordel “Juvenal e o Dragão”. Será um novo longa-metragem em estilo totalmente diferente. Concluímos um filme de drama/mistério intitulado “Incursão” e nos preparamos para lançar em 2020. 

E aí pessoal, o que acharam das 7 curiosidades sobre A Princesa de Elymia e da entrevista com o diretor? Comente com a gente!

Comente via Facebook

Comentários

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Críticas

Séries

Games

Canal Cinema e Pipoca