Hated: GG Allin and the Murder Junkies

Hated: GG Allin and the Murder Junkies foi o primeiro filme dirigido por Todd Phillips, mais conhecido pelas comédias Se Beber, Não Case e Um Parto de Viagem. Aqui ele faz um retrato sobre a vida de GG Allin, um dos mais controversos vocalistas de punk rock que já existiram e tenta entender o motivo dele ser tão reverenciado pelos fãs, mesmo com atitudes violentas e inimagináveis dentro e fora dos palcos.

Tudo era tão bizarro e excessivo na vida de GG que mesmo um simples ensaio poderia se transformar numa baderna inacreditável, imagine então o que aconteciam nos shows. Para se ter uma ideia, ele se apresentava nu, saia na porrada com a platéia, praticava auto-mutilação e – pasmem – defecava no palco, ou seja, a insanidade era extrema.

Leia mais sobre Hated: GG Allin and the Murder Junkies

Põe na Mesa | Colonizadores de Catan

Temática: Produção e Comércio
Mecânica: Gestão de Mão, Negociação, Rolagem de Dados, Tabuleiro Modular
Modalidade: Contra
Jogadores: 3 a 4
Ano: 1995
Idade: +10
Tempo de jogo: 90 minutos
Dependência de idioma: baixa
Arte: 3/5
Sorte: 4/5
Complexidade: 1/5
Rejogabilidade: 3/5

Colonizadores de Catan está para os jogos modernos assim como Banco Imobiliário está para os antigos. Estamos falando de um clássico. Criado pelo designer Klaus Teber, Catan está em dez de dez listas de board games indicados para se iniciar uma coleção, além de ser um ótimo jogo para inserir novos adeptos ao hobby.

Esse sucesso todo se deve a sua mecânica extremamente fluida e pouco complexa. Os jogadores iniciam o jogo povoando a ilha que dá nome ao jogo. Cada um pode colocar duas aldeias na intersecção dos hexágonos do tabuleiro. Cada hexágono pode produzir diferentes matérias primas, como minério, trigo, madeira, lã e barro.

Leia mais sobre Colonizadores de Catan

HQ/Livros | O Exorcista, a obra prima de William Peter Blatty

Se o projeto dirigido por William Friedklin é considerado por muitos o maior filme de terror de todos os tempos, o que dizer da obra que o inspirou? O Exorcista, a obra prima de William Peter Blatty, foi lançado em 1971, vendeu horrores e ficou entre os mais vendidos na lista do The New York Times por várias semanas e foi relançado em 2011, numa versão revisada pelo autor.

Dizem ter sido baseado num caso real de possessão em um garoto de 13 anos chamado Ronald na cidade de Maryland e devidamente relatado por jornais locais. Seu sofrimento durou por volta de seis semanas, até ser exorcizado por um padre numa sociedade de parapsicologia amadora.

Leia mais sobre ‘O Exorcista’

Personagens Inesquecíveis vividos por Robert Downey Jr.

Robert John Downey Jr. nasceu em 1965 em Manhattan e desde os 5 anos já atuava, pois seu pai, Sir Robert Downey, era diretor e o colocou no elenco de Pound. Se envolveu inúmeras vezes em confusões por conta de drogas, foi preso e perdeu muitos papeis importantes. Mas não é essa parte que nos importa. Queremos listar aqui os personagens inesquecíveis vividos por Robert Downey Jr.

O astro já concorreu duas vezes ao Oscar por Chaplin e Trovão Tropical, ganhou duas vezes o Globo de Ouro por Short Cuts e Sherlock Holmes e cinco vezes o People’s Choice Awards. Só uma nota, a título de curiosidade, ele participou de Mulher Nota 1000, dirigido pelo genial John Hughes, como um dos amigos do personagem vivido por Anthony Michael Hall.

Confira aqui os personagens inesquecíveis de Robert Downwy Jr.

Stop Loss: A Lei da Guerra | Na Minha Estante

Neste episódio da série Na Minha Estante, falo sobre o drama de guerra Stop Loss: A Lei da Guerra, estrelado por futuros astros de Hollywood, como Channing Tatum (Querido John) e Joseph Gordon Levitt (500 Dias com Ela) e pelo fraquíssimo Ryan Phillippe. O filme foi lançado em 2008 nos cinemas. Aperte o play e confira.

Obs.: para quem não sabe, o título do filme se refere a uma cláusula que está presente nos contratos militares, onde consta que um militar pode ser chamado para o serviço novamente, mesmo após pedir baixa.

Leia mais sobre Stop Loss: A Lei da Guerra

Mulher Maravilha é a salvação da DC?

Mulher Maravilha é a salvação da DC? É com esta pergunta ingrata que começo meu texto sobre a heroína. Mas antes de respondermos a questão, deixo claro que a produtora acertou em cheio no momento de lançamento do longa, pois a luta das mulheres por igualdade, reconhecimento e maior liberdade nunca esteve tão em voga e é extremamente importante ser discutida.

Nas HQs, foi criada pelo psicólogo William Moulton Marston. Viu a luz do dia na edição de número 8 da All Star Comics de 1941 e ganhou sua revista própria em 1942, devido o enorme sucesso. Pulamos então para 2017 e Gal Gadot (atriz perfeita para o papel) trás referências interessantes e dá uma inocência perspicaz e nunca idiotizante a protagonista.

Leia mais sobre Mulher Maravilha

Michael Bay, o rei das explosões

Michael Bay, o rei das explosões, é um dos maiores midas de Hollywood e há tempos, tudo que ele coloca as mãos se transforma em ouro. Muitos torcem o nariz por conta da falta de categoria em dirigir atores, mas quem se importa com isso quando se tem robôs gigantes caindo na porrada?

Este senhor de 52 anos, antes de ser milionário (seus filmes já faturaram mais de 6 bilhões de dólares ao todo) e conhecido em todo mundo, trabalhou na Lucas Film como arquivador de storyboards e ainda utilizava sua Super 8 para fazer pequenos filmes. Se formou na Universidade de Wesleyan e Art Center Colloge of Design e partiu, logo de cara, para os clipes musicais, abrindo os olhos de Hollywood para seu talento.

Confira a filmografia de Michael Bay

Tropa Zumbite e o cinema de borda nacional

Já ouviu falar sobre cinema de borda? E sobre a franquia trash Tropa Zumbite? O primeiro diz respeito a um cinema feito com baixíssimo orçamento, na base da total camaradagem, trazendo, muitas vezes, diversas referências das regiões onde esses diretores moram.

Já Tropa Zumbite foi criado em 2008 “por conta do Zombie Walk”, como conta Mike Klafke. E o diretor ainda completa “alguém me falou da passeata de zumbis e fomos correndo filmar. Sem roteiro nem nada. Era um sonho fazer filmes deste gênero e essa era a chance”. E neste próximo dia 19 de junho, o sétimo episódio será lançado.

Conheça mais sobre a franquia Tropa Zumbite

Games | Destaques da E3 2017

Olá seres que aguardavam a melhor E3 da vida da internet. Tudo bem com vocês? Dos dias 10 a 12 de junho rolou a E3 2017, a maior feira de games do mundo, onde as grandes, as médias e as insignificantes produtoras, podem mostrar seus novos games.

Confesso que estava bem ansioso para o evento, que foi transmitido ao vivo pelo YouTube no canal de cada produtora. Hoje trago um pouco de alguns jogo apresentados. Uma espécie de resumão (se a Turma da Mônica tinha o almanacão, porque eu não posso, não é mesmo?).

Como o site começou falando apenas de cinema, vou fazer meu texto de trás para frente e depois voltar até onde o plot twist acontece. Poderíamos fazer como O Chamado, aquele da menininha no poço, e contarmos Dia 1 ou, simplesmente, poderíamos andar logo com isso.

Confira o que rolou na E3 2017

Qual é o Filme? – Mímica

Neste segundo episódio da série Qual é o Filme?, tentaremos adivinhar os títulos dos filmes baseados em mímicas. Os desafiantes foram, novamente, Jonathan Pádua, dos sites Eu Vou de Mochila e Casal Nada Perfeito e Dan Pessôa do Blog do Dan, além de mim, Éder de Oliveira.

Queremos agradecer imensamente a parceria do Metropoly Bar, que cedeu o espaço para a gravação e vem nos enchendo de alegria com a parceria! Então, sem maiores delongas, aperte o play e confira!

———————————————————————————————————-

Será que você consegue descobrir os filmes baseados em mímicas?

Powered by WordPress | Designed by: video games | Thanks to Wachdienst, Trucks and SUV